Consultor Jurídico

Tempo de reorganizar

Presidente do STJ suspende andamento de processos do INSS

Está suspenso o andamento dos processos do INSS que tramitam na Presidência do Superior Tribunal de Justiça. O motivo é o incêndio ocorrido no prédio da autarquia.

A determinação é do presidente do STJ, ministro Edson Vidigal, e irá vigorar por 60 dias ou até que sejam regularizadas as instalações das procuradorias que atendem ao instituto. Vidigal acolheu a solicitação da Procuradoria-Geral da União, que justificou seu pedido sustentando a precariedade das instalações e a falta de logística para a realização do trabalho dos procuradores.

O incêndio ocorreu no dia 27 de dezembro do ano passado e atingiu os últimos cinco andares do prédio de dez andares onde funcionava o Instituto Nacional de Seguro Social, no setor de Autarquias Sul, em Brasília.

O fogo, que começou por volta das 7h da manhã, foi causado por um curto-circuito nas impressoras do 7º andar, segundo laudo do Corpo de Bombeiros. O próprio INSS é que irá averiguar se houve negligência de algum funcionário. Os órgãos afetados pelo incêndio foram transferidos para salas alugadas ou cedidas em outros prédios.

Pet 6.748




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 3 de fevereiro de 2006, 11h11

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/02/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.