Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Violência policial

Nos EUA, militar processa policial que disparou contra ele

Por 

Um membro da Força Aérea dos Estados Unidos, atingido pelos tiros disparados por um xerife no início deste ano, está processando o policial e o departamento em que ele trabalha, sob alegação de que o estado da Califórnia “deu-lhes treinamento inadequado”. As informações são do site Findlaw.

Elio Carrion, que serviu no Iraque como oficial de segurança da Força Aérea, acusa o xerife Ivory Webb, do condado de San Bernardino, de tê-lo atingido e de não providenciar atendimento médico imediato e apropriado. “O tiro contra o militar Elio Carrion foi injustificado e o uso da força excessivo”, diz a ação. São acusados os xerifes Gary Penrod e Ivory Webb.

Carion, de 22 anos de idade, estava em um carro Corvette envolvido numa perseguição policial, que terminou quando o veículo bateu contra um muro na cidade de Chino, Califórnia, no dia 29 de janeiro. O vídeo da perseguição, registrado por um amador, mostra Carrion sendo atingido três vezes, mesmo após ter obedecido às ordens do xerife Webb para que se levantasse do chão.

Carrion, que acabara de chegar do Iraque, foi atingido no peito, perna esquerda e ombro esquerdo. A ação sustenta que o xerife mentiu em seu boletim de ocorrência, sustentando que Carrion teria tentado atacá-lo.

O motorista do Corvette, Luis Escobedo, foi indiciado em novembro passado sob acusação de direção perigosa e desobediência da lei. Seu julgamento está marcado para 5 de janeiro de 2007.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 29 de dezembro de 2006, 11h13

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.