Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Decisão adiada

Suspeito de colocar bombas em aviões tem julgamento adiado

Por 

A Suprema Corte do Paquistão adiou, na quarta-feira (27/12), a decisão sobre o futuro de um cidadão suspeito de ter colocado bombas em aviões. O muçulmano bretão Rashid Rauf, de origem paquistanesa, foi preso em agosto. Oficiais paquistaneses o identificaram como “peça-chave” de um suposto plano terrorista para derrubar aviões, segundo o site FindLaw.

Ele teria sido o responsável pelo aeroporto de Heathrow, em Londres, ter ficado sob esquema de alerta de terrorismo por vários dias, em agosto.

Em 13 de dezembro, uma corte anti-terrorismo em Rawalpindi, perto da capital Islamabad, transferiu o caso de Rashid Rauf para uma corte criminal comum. A afirmação foi a de que não havia provas suficientes para enquadrá-lo numa corte especial para acusados de terrorismo.

O governo inglês já pediu a extradição de Rashid Rauf, acusando-o de ter esfaqueado e matado o seu próprio tio, em abril de 2002. Doze suspeitos foram presos na Inglaterra e no Paquistão, em agosto, sob alegação de terem formado com Rashid Rauf uma rede de atentados sustentada pela Al Qaeda.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 28 de dezembro de 2006, 10h06

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.