Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Vestibular pago

Universidade do Pará pode cobrar taxa de inscrição de carentes

A ministra Ellen Gracie, presidente do Supremo Tribunal Federal, confirmou a decisão que autorizou a Universidade Federal do Pará a cobrar a taxa de inscrição dos candidatos carentes.

Ela considerou razoável o critério adotado pela universidade “para a viabilização do referido processo seletivo, ante sua impossibilidade material de arcar com os efeitos do deferimento da isenção do pagamento da taxa de inscrição a 56 mil candidatos”.

O ministro Sepúlveda Pertence tinha concedido liminar para suspender a taxa. Ellen Gracie ressaltou o fato de os requerimentos administrativos de isenção terem sido efetuados após o encerramento do período de inscrição, o que demonstra a ocorrência de grave lesão à ordem pública.

Assim, a isenção do pagamento da taxa de inscrição para o processo seletivo da Universidade Federal do Pará fica suspensa em definitivo.

STA 88

Revista Consultor Jurídico, 20 de dezembro de 2006, 7h00

Comentários de leitores

1 comentário

Claro, está certo. Por que pobre precisa estuda...

Armando do Prado (Professor)

Claro, está certo. Por que pobre precisa estudar, né não? O importante é que a elite branca bronca e inculta consiga o "diproma" para continuar oprimindo o povo.

Comentários encerrados em 28/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.