Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Troca de mandato

Desembargadores do TJ do Rio de Janeiro elegem novo presidente

O desembargador José Carlos Schmidt Murta Ribeiro é o novo presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Ele obteve 94 votos contra 72 dados ao desembargador Roberto Wider. A cerimônia de posse acontece no dia 1º de fevereiro.

A eleição aconteceu nesta segunda-feira (18/12), com a presença de 167 dos 169 desembargadores do tribunal. Para o cargo de corregedor-geral da Justiça, foi eleito o desembargador Luiz Zveiter. Ele foi o único concorrente ao cargo e recebeu 130 votos.

Após a divulgação do resultado para presidente, o desembargador Murta Ribeiro agradeceu aos colegas que contribuíram para a sua eleição. “Foi uma eleição democrática em que todos tiveram a oportunidade de votar. A partir de agora, temos que prosseguir o trabalho de unidade”, disse.

O presidente eleito afirmou que, em sua administração, os objetivos a serem perseguidos serão ética, competência, transparência, participação e efetividade.

Perfil do novo presidente

O desembargador Murta Ribeiro, de 65 anos, ingressou no Poder Judiciário no Tribunal Regional Eleitoral do então Estado da Guanabara, em 1962, no cargo de auxiliar judiciário. Em janeiro de 1967, formou-se em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e, após aprovação em concurso público, obtendo o 11º lugar, foi nomeado juiz de Direito substituto em 1973.

Exerceu a magistratura em diversos juízos da capital e também na Justiça Eleitoral. Em 1986, foi promovido ao extinto Tribunal de Alçada Criminal e, em 1995, foi promovido ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Em maio de 2000, tornou-se membro efetivo do Órgão Especial do TJ.

Mestre em Direito Penal, o desembargador é professor titular da Cadeira de Direito Penal da Universidade Gama Filho e palestrante da Escola da Magistratura do Estado do Rio, a Emerj.

Revista Consultor Jurídico, 18 de dezembro de 2006, 15h38

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.