Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Página ao lado

Rede 21 ganha direito de resposta na revista Veja

Por 

A revista Veja foi condenada a publicar uma carta da Rede 21 na página ao lado da coluna de Diogo Mainardi, na edição que vai às bancas no dia 10 de dezembro. O direito de resposta foi concedido pelo juiz Régis Rodrigues Bonvicino, da 1ª Vara Cível do Foro de Pinheiros, na capital paulista. Cabe recurso.

Na ação, a emissora alegou que vem sofrendo campanha difamatória e caluniadora comandada pelo colunista Diogo Mainardi, a mando da Editora Abril. O Grupo Band, que comanda a Rede 21, acusa Veja de denegrir a imagem do grupo e atingir a honra pessoal dos diretores.

A Band afirma que desde que inaugurou a PlayTv, concorrente da MTV, pertencente ao Grupo Abril, a revista Veja iniciou uma “série orquestrada de ataques mentirosos, deturpação de fatos, acusações levianas e desabonadoras” contra o grupo.

A mira de Mainardi focou a Rede 21 em razão do contrato com a Gamecorp — empresa da qual Fábio Luís Lula da Silva Filho, filho do presidente Lula, é acionista. O conteúdo da Gamecorp foi adquirido pela Rede 21, que mudou o nome fantasia para Play TV.

Em uma de suas mais recentes colunas, Mainardi afirmou que depois do contrato da empresa do filho de Lula com a Rede 21, o Grupo band passou a receber mais publicidade de estatais. De acordo com o colunista, Lula dá dinheiro à Bandeirantes, “que deu um canal ao filho de Lula”.

Ao conceder direito de resposta à Rede 21, o juiz destacou verbete do Manual de Redação e Estilo do jornal O Estado de S.Paulo: “Nunca atribua um crime a alguém, a menos que a pessoa tenha sido presa em flagrante (e não haja dúvidas a respeito da sua culpa ou confessado ato). Mesmo que seja a polícia quem faça a acusação, recomenda-se cautela para que o jornal, involuntariamente, não difunda uma versão que se possa demonstrar equivocada ou inverídica”.

O juiz determinou ainda multa diária de R$ 1 mil em caso de descumprimento da decisão e ressaltou que a resposta da Rede 21 não pode conter quaisquer acusações contra o Grupo Abril. O advogado Alexandre Fidalgo, do escritório Lourival J. Santos Advogados, que representa Veja, afirmou que a revista ainda não foi notificada da decisão.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 1 de dezembro de 2006, 22h50

Comentários de leitores

4 comentários

E ainda existem pessoas que acreditam neste cir...

Carlos Alfredo Gomes da Fonseca (Outros)

E ainda existem pessoas que acreditam neste circo da mídia nacional!!! A quem interessa esta briga nojenta? Enquanto isso seguem os acordos por baixo dos panos, os relaxamentos das prisões de bandidos que dilapidam o patrimônio público.....

Pra lá de estranho esse negócio Band -Gamecorp ...

Luismar (Bacharel)

Pra lá de estranho esse negócio Band -Gamecorp - Canal21 - patrocínios estatais vultosos - jornalismo pró-governo. As partes têm muito que responder e explicar mesmo.

Não entro no mérito,mas maldita hora em que o l...

Neli (Procurador do Município)

Não entro no mérito,mas maldita hora em que o lullinha comprou a programação da rede 21: roubaram-me a única diversão da TV: ver a Jornadas nas Estrelas. Socorro,Dr. João Saad,quero a Minha Jornada nas estrelas de volta.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 09/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.