Consultor Jurídico

Comentários de leitores

15 comentários

É claro né... nem poderia ser diferente... sem ...

Thiago de Carvalho Migliato (Advogado Assalariado)

É claro né... nem poderia ser diferente... sem esquema... ninguém passa... E agora era a hora menos própicia para se fazer esquema... porque o estado de Mato Grosso tá bem queimado com a estória dos sanguessugas. Basta ler os noticiários.... só dá cuiabá na televisão!!!

Fora a corrupção que de maneira muito sigilosa ...

aroldinho (Estudante de Direito - Criminal)

Fora a corrupção que de maneira muito sigilosa ocorre em alguns concursos públicos,há de se saber que concurso público só oi feito com uma intenção, reprovar.Desta maneira, o candidato deve saber a "exceção da exceção aplicadas a alguns casos"

A gente nunca vai saber qual a verdade. Precisa...

Gustavo (Advogado Autônomo - Trabalhista)

A gente nunca vai saber qual a verdade. Precisa-se fazer uma comparação das provas de concursos anteriores para saber a verdade. Deveriam fazer isso, ainda mais qdo acontece algo absurdo como esse.

UÉ... SERÁ QUE DESSA VEZ NÃO TINHA NENHUM PAREN...

Sérgio Paganotto (Advogado Autônomo - Criminal)

UÉ... SERÁ QUE DESSA VEZ NÃO TINHA NENHUM PARENTE DE PISTOLÃO NO MEIO ? ? POXA... COITADO DELES... VAMOS EMPURRA-LOS.... AÍ PASSAM E MANDE-NOS CHORAR PRO INTERIOR... APRENDER NA MARRA... OU COMO SE DIZ... CAVALO GROSSO, SE ENSINA NO PAU !

Sou advogado em Mato Grosso. Sem nenhum est...

Igor Giraldi Faria (Advogado Sócio de Escritório)

Sou advogado em Mato Grosso. Sem nenhum estudo prévio, ante a falta de tempo consumido pelo trabalho, fiz o concurso para magistratura, na condição de obter uma experiência. A certei 50 questões na primeira fase. Nota de corte: 60. Para quem não havia pego nos livros, para mim foi um excelente incentivo. Agora, em relação à segunda fase, basta acessar o site da Vunesp e olhar as provas que foram aplicadas. Realmente, muito difícil. Creio que muitos magistrados não saberiam respondê-la! Assim, penso eu, s.m.j, que os concursos estão apresentando provas que não condizem com aquilo que os profissionais irão aplicar na prática, quer como Magistrado, quer como Promotor. Vejamos os recursos que serão apresentados!

Eu acredito numa máxima: estudar, estudar e est...

OpusDei (Advogado Autônomo)

Eu acredito numa máxima: estudar, estudar e estudar. Acima dessa só tem outra: trabalhar, trabalhar e trabalhar. O resto vem ao natural. Mas acontece que a sociedade hoje quer cargos públicos pela segurança, não por vocação, é pelo salário, pelo... dinheiro. Então, a grosso modo, quem procura algo para a qual não é vocacionado tende a ser reprovado. Sem falar que não deixa de ser um reflexo da atual sociedade que existe. Nosso povo, infelizmente, é mal qualificado, e em todos os níveis sociais.

Essa cantilena (olha a HH aí gente!!) de dizer ...

Mauro Garcia (Advogado Autônomo)

Essa cantilena (olha a HH aí gente!!) de dizer que o nível dos candidatos está baixa é de uma falsidade total. Olhe-se o nível das provas de 10 anos atrás: é brincadeira para estagiário. Observa-se que a exigência dos concursos vem subindo vertiginosamente. Gostaria de saber se um destes doutos Desembargadores pertencentes ao tribunal respectivo, passariam nestas provas.

Sabemos que as faculdades, em sua maioria, são ...

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Sabemos que as faculdades, em sua maioria, são apenas caça níqueis. Convenhamos que está na moda inventar em sede de concurso público. Há concurso em que o objetivo secundário pelo menos é reprovar. Lembro-me de um concurso público para ingresso no Ministério Público de Minas Gerais que haviam 40 vagas e 5.000 inscritos. Pasmem, passaram somente 5. Houve até uma manifestação de membros do próprio MP, dizendo que aquilo era um absurdo. Conhecido meu que chegou a fase oral deste concurso em MG e não passou, em outro concurso em seguida, só que para o Ministério Público Federal (o mais difícil do país), ele passou em oitavo. O Conselho Nacional do Ministério Público pretende lançar uma resolução para disciplinar regras de aplicação no concurso. O Conselho Nacional de Justiça deveria fazer o mesmo. Como as coisas neste país não andam e ficam só no discurso, ou quando não ficam só no discurso ninguém é punido, veremos ainda muitos casos de abusos, arbítrios e exageros em concursos públicos. Esse de MT e o de MG não foram os primeiros e não serão os últimos. Carlos Rodrigues berodriguess@ig.com.br

Elementar meu caro Omartini! Claro, sem falar n...

Armando do Prado (Professor)

Elementar meu caro Omartini! Claro, sem falar nos valores astronômicos dos cursinhos. E mais: preste atenção em alguns sobrenomes de aprovados...

Ora, caro professor, o valor da inscrição é uma...

omartini (Outros - Civil)

Ora, caro professor, o valor da inscrição é uma merreca, se comparado ao custo dos "cursinhos preparatórios para a Magistratura". Magistrados que conheço, todos frequentaram famosos cursos preparatórios, anos após anos. Exceto, por óbvio, os que ingressaram pelo atalho do "Quinto Constitucional"- aliás, todos competentes magistrados. Isso não explica?

Vejam que as reformas da previdência podaram al...

Luismar (Bacharel)

Vejam que as reformas da previdência podaram algumas vantagens de entrar para a carreira (aposentadoria integral, etc), o que desestimula os melhores bacharéis. Aliás, a melhor opção sempre foi a advocacia. Hoje mais ainda, não importanto que haja um milhão de bacharéis por aí. Se você tiver um olho, vai para o trono.

Concordo com o advogado Cláudio. Os organizador...

Armando do Prado (Professor)

Concordo com o advogado Cláudio. Os organizadores e examinadores passariam nesse exame? É fácil culpar as escolas, claro têm responsabilidade também, mas o que se pretende aprovar? Hoje, os concursos para a magistratura são elitistas e antidemocráticos, a começar pelo valor para a inscrição e, principalmente, pela existência do subjetivo exame oral.

Vale o ditado popular: “JÁ NÃO SE FAZ FILHOS DE...

Ruberval, de Apiacás, MT (Engenheiro)

Vale o ditado popular: “JÁ NÃO SE FAZ FILHOS DE DESEMBARGADORES COMO ANTIGAMENTE”.

Não acredito que todos os candidatos estejam de...

AdvCarioca (Advogado Autônomo)

Não acredito que todos os candidatos estejam despreparados...., o problema, também, são as questões postas nos concursos, indagando teses mirabolantes, sem a ver com a nossa realidade...., como se o concursado fosse um desembargador.... Quando acontece o que aconteceu no MT, sem um aprovado sequer, então temos que olhar os dois lados, o nível do candidato e as questões que estão sendo abordadas nesses concursos....

É A INDÚSTRIA DE CONCURSOS POR TRÁS. MAIS UMA F...

Claudio Meireles (Advogado Autárquico)

É A INDÚSTRIA DE CONCURSOS POR TRÁS. MAIS UMA FONTE DE ARRECADAÇÃO DE DINHEIRO. SERÁ SE OS EXCELENTÍSSIMOS DESEMBARGADORES PASSARIAM NESSA PROVAS? PAGO PARA VER.

Comentar

Comentários encerrados em 25/08/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.