Consultor Jurídico

Notícias

Novidade no Judiciário

Juiz fixa honorário de sucumbência em causa trabalhista

Comentários de leitores

8 comentários

O TRT DA 4A Região onde atuo, tem mantido os ho...

BRAZ (Bacharel - Trabalhista)

O TRT DA 4A Região onde atuo, tem mantido os honorarios de sucumbencia fundamentando basicamente no fato de ter havido a emenda 45, e também que não é monopôlio de Advogado credenciado por Sindicato. No final de 2006, somente uma turma estava mantendo neste sentido, agora já são 3, ou seja, postulem e recorram tal verba, pois esta é uma vitória para o advogado que milita nesta justiça. Já existem rumores de que seram canceladas as sumulas do TST que versam sobre o AJ.

Já presenciei um trabalhador , professor de Fil...

Regis (Professor Universitário - Dano Moral)

Já presenciei um trabalhador , professor de Filosofia, não bacharel em Direito, postular sua reclamatória numa Vara da 9a. Região. O montante da causa era expressivo. O professor se saiu muito bem e ganhou a causa.

Na Vara do Trabalho de Castro, onde atuou como ...

Marcos Antonio Ferreira Bueno (Advogado Autônomo - Civil)

Na Vara do Trabalho de Castro, onde atuou como Juiz Titular, o Dr. Cássio Colombo Filho é usual a condenação em honorários de sucumbência, seja a favor do advogado do Reclamante seja a favor do advogado do Reclamado. Ainda que, via de regra, o TRT venha reformando a maioria das decisões para afastar os honorátios tanto de um quanto de outro. Recentemente, uma das Turmas do Tribunal tem mantido essa condenação. Portanto essa novidade, para nós já é velha.

Parabéns ao Juiz André Carvalho, porque nesse p...

Sérgio (Contabilista)

Parabéns ao Juiz André Carvalho, porque nesse país nossa Constituição muitas vezes é desprezada pelos aplicadores do Direito, dando-se maior eficácia a leis de menor estatura hierárquica e súmulas cristalizadas que não acompanharam o evoluir dos conflitos na sociedade que demandam muito maior empenho e dedicação dos profissionais que atuam na área. Até que enfim uma janela se abre, arejando o entendimento da Constituição, que é auto-aplicável, pelo fato do advogado ser parte imprescindível na jurisdição.Com a postura neo-liberal ainda impregnando parcela dos membros do TST, sem dar a devida importância à dignidade da pessoa humana em vários de seus julgados, é alvissareiro ver que emerge, embora da instância de primeiro grau, um pensamento mais moderno e socialmente justo. Oxalá esse entendimento venha a ser recepcionado pelas demais instâncias.

Água mole em pedra dura tanto bate até que fura...

flt (Advogado Associado a Escritório)

Água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Súmula não é lei. Os Tribunais do Trabalho têm que mudar o entendimento e seguir o progresso de alguns juízes de primeira instância. Parabéns à colega Tânia Reis e aos advogados que estão vencendo a batalha pelos honorários.

Em que pese a existência da referida Súmula, ac...

Richard Smith (Consultor)

Em que pese a existência da referida Súmula, acho que deveria existir sucumbência no Direito do Trabalho, pois pela falta desta, são cobrados honorários de 30% sobre o valor ganho, o que faz com que um trabalhador que tenha rescisórias e FGTS não-depositado a receber, parcelas incontroversas, acabe por receber apenas 70% do que teria direito, por conta da honorária advocatícia. Por outro lado, a sucumbência deveria ser de aplicação recíproca, a fim de refrear o impeto de certas "aventuras jurídicas" que todos conhecemos. "Escreveu e não leu,..."

Com relação ao comentário de AdvCarioca, o fato...

Vinicius Bittencourt (Estudante de Direito)

Com relação ao comentário de AdvCarioca, o fato vir a ser reformada a decisão não diminui a importância da mesma e de todas as outras que certamente serão prolatadas nesse sentido, tendo em vista que o "jus postulandi" existente na Justiça do Trabalho há muito vem enfraquecendo e tende a desaparecer. Nunca é demais lembrar que o Direito é dinâmico e as Súmulas não são eternas.

Com a devida vênia essa decisão vai ser reforma...

AdvCarioca (Advogado Autônomo)

Com a devida vênia essa decisão vai ser reformada num eventual recurso ordinário ou revista, face a existência da súmula 219 do C. TST. Parece novidade, mas não é, outros juízes contrariando essa súmula condenaram a empresa ao pagamento de honorários de sucumbência e tiveram a sentença reformada....nesse ponto.

Comentar

Comentários encerrados em 21/08/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.