Consultor Jurídico

Comentários de leitores

24 comentários

Caro Dr. Beto. Algemas para quem precisa. Políc...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

Caro Dr. Beto. Algemas para quem precisa. Polícia para quem precisa de polícia. A LEP no art. 199 estabelece que o uso de algemas será disciplinado por decreto. O decreto nunca foi editado ! Ora, se na hipótese aventada por Vossa Senhoria eu não resistir a voz de prisão ou tentativa de fuga, é melhor que não me algeme. A utilização de algemas deve se restringir a casos excepcionais. O resto é abuso de autoridade. abraços otavio augusto rossi vieira, 39 advogado criminal em São Paulo

Certamente torturado foram os pais dela. Ela só...

RBS (Advogado Autônomo)

Certamente torturado foram os pais dela. Ela só aguardou sentada algemada. Alías, todo mundo viu isso na TV Record. Porque ninguem aqui também critica pelo fato da TV adentrar ao recinto sem autorização...Acho errado isso...A TV não deveria estar lá...Ou será que a TV só presta quando está a favor do nosso cliente ?

Acho que aqui não cabem desafios, caso necessit...

beto (Delegado de Polícia Federal)

Acho que aqui não cabem desafios, caso necessitar algemar advogado não teria o menor receio, desde que estivesse agindo legitimamente. Dr. Otávio, o fato de ser advogado, delegado, não importa, caso fosse necessário algemaria qualquer um... Por trás daquela cara de santinha, com roupa do mickey... há uma pessoa que cometeu um crime hediondo. Já fui advogado e não agi de forma temerária a favor de meus clientes... dizer que não há necessidade de algemar uma pessoa assim é muita hipocrisia, ainda mais para sua salvaguarda diante da população carcerária que não tolera crimes assemelhados...

Concessa venia, os direitos fundamentais não se...

Reginaldo (Advogado Autônomo)

Concessa venia, os direitos fundamentais não se prestam a defender a vilânia. O réu, tem por óbivio, o direito permanecer em silêncio, mas não acredito em que pese a posição doutrinária, o direito de mentir. Cale-se, até porque cabe ao Estado provar a sua culpa. Como bem aduz um dos comentaristas, ao se admitir a mentira como forma de defesa se confessa uma sociedade doente. Ao advogado cabe a defesa técnica, não invenções ou artimanhas que não guardam relação com o direito. É normal o preso confessar o crime na fase inquisitorial e, na processual como defesa mentir alegando que foi torturado. Pode parecer banal, mas é preciso aduzir que do outro lado, alguém vai responder por tortura, podendo, inclusive perder o emprego e ser condenado por crime não cometeu. Tudo isso em nome dos direitos humanos ou do direito de mentir ou, por falta de conhecimento técnico de seu patrono que buscou o caminho mais fácil. O caso da Susane é embemático e merece toda esta discussão para que os adovgados e os operadores do direito em geral possam refletir.

Ao Sr. ROSSI VIEIRA, Concordo que nosso pais...

Papusko (Contabilista)

Ao Sr. ROSSI VIEIRA, Concordo que nosso pais tem leis e advogados ( e diga-se de passagem tem mais advogados do que mato ) contudo meu senhor, não tem JUSTIÇA. Nas Escrituras Sagradas está registrado que JESUS disse: " a justiça dos homens é trapo de imundicia ". O senhor sabe a que " trapo " JESUS se referia? A ataduras que eram usadas nos doentes leprosos. JESUS a homem de infinita sabedoria. O resto senhor Rossi é R.E.S.T.O. Papusko.

INVERSÃO DE VALORES !!! Sugiro aos ilustres ...

Papusko (Contabilista)

INVERSÃO DE VALORES !!! Sugiro aos ilustres causídicos que estão envolvidos nesse espetáculo circense que se tornou o caso SUZANE, que requerem a exumação dos cadáveres dos pais da assassina e os enquadre na forma da Lei tendo em vista que eles se tornaram culpados a medida em que pariram MONSTRO de tal grandeza. Agora todo mundo quer aparecer, o advogado de porta de cadeia BARNI ( que entregou de bandeija ( será que ele é advogado mesmo? ), essa tal de ACRIMESP, o tal de Hélio Bicudo e até o badaladíssimo presidente da OAB. Ora parem com isso Senhores. Tenham um pouco de vergonha na cara.Me ajuda aí, ho !!! Sabem que conclusão cheguei? Que a justiça de nosso pais não é mais CEGA e sim " CAOLHA " simbolizada por R$.R$.R$.R$.R$. Esses atos me causam náuseas, repulsa, revolta, pois quando a jovem que subtraiu (1) pote de manteiga ficou detida durante (4) meses não apareceu nenhum dos patetas acima para se manifestarem a respeito, raciocínio pela lógica não gera IBOPE. Mas tenham certeza de uma coisa a justiça divina se encarregará de colocar cada um seu devido lugar pois o julgamento diante do Juiz Supremo, não terá advogado de defesa e a condenação é certa. Papusko.

Hipocrisia!!! Estão muito preocupados com a Sus...

Lu2007 (Advogado Autônomo)

Hipocrisia!!! Estão muito preocupados com a Susane, assassina confessa. Quando fui sequestrada por bandidos menores de idade, nem Helio Bicudo, nem direitos humanos vieram me perguntar se eu estava bem. Malditos direitos humanos pra bandidos. Que valores são estes? Essa garota matou os pais a pauladas, friamente e nem consegue chorar quando pensa nisso. Nãao consegue sentir nem remoros, culpa.........E estão preocupados se ela está sendo bem tratada. Este país é muito condescendente com estes criminosos.........!!!

Que papelão a ACRIMESP está fazend...

Evelin Olivia Froes (Advogado Autônomo - Civil)

Que papelão a ACRIMESP está fazendo... que vergonha! Isso contribui para que o Brasil não seja um país sério... Primeiro: quando estudante de Direito fiz pesquisa sobre tortura, e nas minhas leituras não me consta que algemar alguém por 20 (vinte) horas configure crime de tortura... Segundo: é comum que os advogados criminalistas digam que não defendem o crime praticado por seus clientes e que concordem com a violação às leis, e sim que defendem a pessoa de seus clientes, como Jesus separa o pecado do pecador. Mas é ingenuidade acreditar nessa história da carochinha... o interessante é que a ACRIMESP, assim como a Themis brasileira, escolhe seus mártires e heróis a dedo, usa dois pesos e duas medidas. Pode ser que é porque eu more em outro estado da federação, mas não fui informada de que a ACRIMESP tenha se levantado em defesa da empregada doméstica de 25 anos e mãe de três filhos que furtou um pote de margarina que custa pouco mais de R$ 3,00 (três reais) e em cujo processo sua prisão preventiva fora requerida pelo Ministério Público e que foi acolhida pelo juiz de primeiro grau e mantida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Seus advogados recorreram ao STJ, boa sorte a eles, meus heróis. Terceiro: esse é só um exemplo, dentre tantos outros semelhantes de pobres coitados e pés rapados, de que o que conta para os advogados criminalistas, a ACRIMESP, promotores públicos, juízes criminais e Tribunais de Justiça é um poder tão antigo quanto a vida: o DINHEIRO! Quarto: não me venham, pelo amor de Jesus Cristo que, por ser um pobre carpinteiro nascido num estábulo emprestado e fugido de um tirano que não tinha uma ACRIMESP para defendê-lo, em Constituição e em Tratados Internacionais de Direitos Humanos. Pois a verdade é uma só: o salário mínimo brasileiro não pode com um patrimônio de R$ 2.000.000,00 (DOIS MILHÕES DE REAIS)! Porque ACRIMESP, MP e Poder Judiciário sofrem deliberadamente de amnésia, se esquecendo dos seguintes princípios: isonomia, dignidade da pessoa humana, princípio da bagatela, princípio da insignificância e princípio da adequação social. Essa amnésia deliberada acontece por quê será? Enquanto, nesse País, os ricos merecerem mais condescendência e misericórdia do que os miseráveis que cometem crimes famélicos e ou de pequeníssima monta, vocês advogados criminalistas podem gastar o seu Latim falando de princípios constitucionais de de Direito Humanitário, que suas atitudes e suas palavras terão o seguinte significado para mim: HIPOCRISIA!

leia-se "meu"escritório

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

leia-se "meu"escritório

Mestre Fantine, Vossa Senhoria foi ponderado...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

Mestre Fantine, Vossa Senhoria foi ponderado. Agiu como Mestre. Obrigado pela tua educação. Achei que viesse, na resposta, com mais agressividade em repúdio a minha rebelde tese. O moço advogado despreparado não comete falta ética por causa desse mau predicado. Também, o advogado, bom ou ruim, não perde as prerrogativas funcionais. O que se visa no desagravo, se e quando possível nessa hipótese, é o respeito a Dignidade da classe dos Advogados. Não entrarei no mérito da qualidade do advogado de Suzane. Não posso nunca emitir juízo de valor em causa alheia. Isso é aético ! Cordial abraço e que Deus ilumine tua Páscoa. Certamente aceitarei tomar um café aí no seu gabinete. Venha tomar um outro no meus escritório. Otávio Augusto Rossi Vieira, 39 advogado criminal em São Paulo.

Nosso inteiro apôio as ponderações do Dr. Fanti...

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Nosso inteiro apôio as ponderações do Dr. Fantini.

Gostaria que o mesmo cuidado e debate que se tr...

Vlucas (Jornalista)

Gostaria que o mesmo cuidado e debate que se trava em relação à acusada Suzane Richthofen fosse dado a todos os presos que passam por delegacias e prisões.

É fantástico (ops) como se tergiversa uma coisa...

Armando do Prado (Professor)

É fantástico (ops) como se tergiversa uma coisa muito simples: não se trata do papel chinfrim da Globo, ou se os advogados agiram de maneira errada ou certa( o que é o certo, não é mesmo?). A questão que não se cala, é que sempre que esses assuntos vêem à baila, um ou outro troglodita das eras fleurianas (anos 70, lembram-se? Ou leram sobre?)aparece defendendo meios medievais de se segurar presos e suspeitos, em deserespeito afrontoso à Constituição. Não sabem trabalhar sem marcar, vexar, humilhar, supliciar, ofender, e todos os outro verbos que violentam o inciso III do artigo 5º da dita carta cidadã.Simples assim.

Caro Dr. Rossi, Adoraria recebê-lo em meu gabi...

Fantini (Delegado de Polícia Federal)

Caro Dr. Rossi, Adoraria recebê-lo em meu gabinete. E evidentemente será tratado com toda a dignidade e respeito que todos os advogados merecem. Com toda a certeza, nenhum cliente seu ficaria algemado em qualquer sofá, dada a sua competência, brilhantismo e eloquencia. Mas diante do que me relata, convenço-me, cada vez mais, quanto a incompetência e o despreparo dos advogados de Suzane, pois além de terem a orientado de forma antiética e imoral (levando-a a se prejudicar!!!), ainda permitiram que ela fosse "torturada". No minimo estranha a conduta de seus defensores que sempre estiveram ao lado de Suzane para ampará-la e oferecer-lhe um ombro amigo para suas "lágrimas". Deixo claro que abomino a pratica de tortura, e caso esta tenha ocorrido, que se puna os culpados, mas é uma pena que os inúmeros defensores de Suzane não saibam defender a sua cliente de uma pratica tão vil. Pior, é necessário que uma associação que se pretende séria faça as vezes dos causídicos. Sim, pois é muito fácil apontar os supostos erros dos outros do que atacar de frente os nossos próprios problemas. Maus profissionais existem em todas as áereas e devem ser punidos com rigor, respeitada a ampla defesa. Mas empurrar para debaixo do tapete uma verdade escancarada, tentando mudar o foco das lentes, das cameras (e dos microfones) só traz prejuízo à credibilidade da fundamental atividade da advocacia. Pessoalmente, tenho amigos advogados, pois também frequentei a faculdade de direito. Não sei quanto ao senhor, mas sei que eles se sentem constrangidos, embaraçados, quando um de seus colegas é flagrado na prática de um deslize profissional que pode causar enormes prejuízos ao cliente. Eles têm o puro (não o barato) corporativsimo, pois acreditam que aqueles que militam na advocacia são pessoas probas, íntegras e capazes. Tenho certeza que preferem ver, assim como eu, um mau profissional punido do que tentar inverter os valores. Enfim, puna-se quem errou na proporção de seu erro (advogado, delegado, filha, irmão, pai(??), mãe(??), "torturadores", etc)! Só isso, sem inversão de valores e, principalmente, de culpados. SDS,

Estamos em 2006, mas a mentalidade de alguns po...

Maurício Vasques (Advogado Sócio de Escritório)

Estamos em 2006, mas a mentalidade de alguns policiais e, mais surpreendente, de um ou outro advogado, está presa ao passado, aos primórdios da civilização. É isso aí Dr. Nilo, olho por olho, dente por dente, e continuaremos a construir a nossa bela nação de cegos e banguelas. Quanto aos comentários dos dignos delegados, surpreende ainda mais porque demonstram que o sentimento de justicismo ainda impregna as mentes daquela que é dita a elite das polícias brasileiras. Ninguém apóia parricídas e matricídas. Agora, defender que as pessoas fiquem acorrentadas as paredes, deveria ser o discurso do populacho, que ignorante (não por escolha, mas por exclusão), quer sangue. Era a lógica de dominação da Roma antiga: pão e circo. Curioso notar, que outrora os centuriões sabiam do poder anestesiante dos combates circences, e deles se valiam se muita paixão. Hoje, podemos trocar o pão pelos bandejões populares e as feras e gladiadores pelos espetáculos policialescos...que triste. Realmente, no circo de hoje, se alguém estender a lona, vai ser difícil distinguir os personagens. Aos advogados sobra a tarefa de equilibrista (pois é preciso equilíbrio para trafegar nesse furacão), ou domador de feras (por óbvios motivos). Restam vagas numerosas para palhaço. Alguém se habilita?

É Dro Fantine, um dia desses pela vida, a gente...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

É Dro Fantine, um dia desses pela vida, a gente se cruza numa delegacia de polícia federal, ou no fórum criminal. É da vida , um momento assim. E desde já, desafio Vossa Senhoria a algemar cliente meu no sofá do seu gabinete. Não conheço a Acrimesp, e sequer sou defensor desse grupo de advogados. Mas respeito o corporativismo, sadio, que Vossa Senhoria qualificou como barato.E vocês, federais, será que não precisariam da mesma união da classe ? ou por que a todo momento a Anadepol vem se manifestando em defesa da polícia federal em casos de grande repercussão nacional? Sr. delegado, cada macaco no seu galho, procure não se meter num galho que não te pertence. Não lhe fará bem, podes cair e se machucar. E, se um dia desses precisar dos serviços profissional da classe dos advogados, em especial na cidade de São Paulo, seja muito bem vindo na OAB/SP, certo que será tratado com a dignidade que seu posto representa à sociedade. Procure respeitar a advocacia, caro Delegado. Não somos assistentes do judiciário, somos parte do sistema, da triangulação da justiça, essencial à administração pública. Paz, luz e renascimento. Otavio Augusto Rossi Vieira, 39 advogado criminal em São Paulo.

Comentário muito bem feito Dr. Nilo. Realmente ...

Fantini (Delegado de Polícia Federal)

Comentário muito bem feito Dr. Nilo. Realmente há uma extrema inversão de valores. De certo, Suzane só voltou a ser presa por ter seguido as infelizes orientações DE QUEM DEVERIA DEFENDÊ-LA. Muito pior que ficar algemada em Delegacia, foi o escárnio público nacional a que ficou submetida ao tentar representar a novela-papelão tramada por seus defensores. Será que eles serão responsabilizados por terem PREJUDICADO, IMENSAMENTE, a situação da jovem. Será que tudo isso não se trata de corporativismo barato?

Não me surpreende esse tipo de tratamento em de...

Armando do Prado (Professor)

Não me surpreende esse tipo de tratamento em delegacia. O que continua me surpreendendo, e aí deve ser ingenuidade de minha parte, é que servidores públicos, pagos com nosso dinheiro, continuem defendendo e achando natural torturar presos que estão sob sua guarda. Que achassem isso nos anos de chumbo, como o assassino delegado Fleury, ainda tinha fazia algum sentido, mas, hoje em pleno estado democrático de direito e sob a vigência da Constituição cidadã, é demais! Seria interessante que delegados corregedores prestassem atenção no que dizem e fazem certos empregados do povo.

É dr. Romero, um dia desses a gente se cruza no...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

É dr. Romero, um dia desses a gente se cruza no ntrabalho profissional e se o Dr. Delegado de Polícia Federal algemar cliente meu, no sofa, vai ter que me levar junto....com seu raciocínio policialesco rebelde o país anda muito bem... vamos ver, nesse se esse dia chegar se Vossa Senhoria vai algemar no sofá , por horas, algum cleinte meu... o desafio está feito. E lembre-se, a Corregedoria da Polícia Federal tem bons Delegados, que não agem e pensam igual você. E o olhovivo está aí para orientar pessoas com seu pensamento Global ( ou seja , o da Rede Globo). Otavio Augusto Rossi Vieira, 39 advogado criminal em São Paulo

É difícil fazer um leigo entender que, quando v...

olhovivo (Outros)

É difícil fazer um leigo entender que, quando vc defende tratamento condizente com a constituição e a lei, por pior que seja o crime atribuído ao preso, não se está defendendo este ou seu ato, mas sim um princípio. Se vc vive num Estado de Direito, deve lutar pelo governo da lei. Fazer vistas grossas à Constituição e aos tratados internacionais assinados pelo Brasil (que vedam tratamento desumano a quem quer que seja) porque se trata de autor de crime repulsivo, é abrir mão do Estado de Direito e admitir a barbárie estatal. Acredito que nenhum defensor do Estado de Direito tem pena ou comiseração da acusada. Mas nem por isso pode-se permitir tortura dentro de um órgão do estado. Se de fato a acusada permaneceu 20 horas numa cadeira, algemada, isso é digno de repúdio. Levar para o campo da comiseração é enveredar pela trilha superficial e simplista própria de leigos, o que é perdoável. Mas, para profissionais do direito...

Comentar

Comentários encerrados em 20/04/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.