Consultor Jurídico

Artigos

Intervenção judicial

Supremo tende a reconhecer violações ao direito dos parlamentares

Comentários de leitores

5 comentários

O comentário abaixo é para outra matéria. Descu...

Nado (Advogado Autônomo)

O comentário abaixo é para outra matéria. Desculpem...

Responder

Um país com tantos problemas sérios e tantos po...

Nado (Advogado Autônomo)

Um país com tantos problemas sérios e tantos poderes perniciosos para um juiz enfrentar e um julgador de meia pataca vai se ocupar do que não é de sua alçada e nem sequer da justiça dos homens ou do ordenamento. Quer aparecer - fazer fama - ou é um covarde que recusa enfrentar os verdadeiros inimigos do povo. Não vai ganhar promoção por causa disso... Aliás, é bom que se fale, a covardia está crescendo na orla da Justiça e tem muita gente pedindo para trabalhar com burocracia para não enfrentar poderosas ilegalidades e para não denunciar quem saqueia a nação, ameaça e mata.

Responder

Não entendi a sua posição Sr Walker. Se algum ...

Band (Médico)

Não entendi a sua posição Sr Walker. Se algum dia a Sra. Lucia Hypólito fosse processada por, digamos, calúnia (o que é comum ocorrer com certa freqüência com jornalistas que usam como instrumento a palavra), ela recorreria ao Ministro Jobim pedindo que fosse anulada o processo porque ela não foi ouvida antes? Se alguém dia me acusarem de erro médico na delegacia entraria com um pedido no STF para anular a queixa porque não me deram direito de defesa prévio? Isto não existe. Ela vai se defender como todo o cidadão justamente no tribunal. E é para isto que existe a comissão de ética. Para que a defesa seja amplamente exercida. Não é na CPMI dos correios ou a CPI do mensalão que devem ser usadas para cada um se defender do que já é sabido. Cada um que for encaminhado para a polícia federal por suspeita de crime deverá ser ouvido pelas CPIs antes para apresentar a sua defesa ou isto é função dos órgãos de investigação posterior? A pizza acesa pelo Ministro que se articula para ser candidato está quentíssima!

Responder

Juridicamente qualquer cidadão tendo um Direito...

JPLima (Outro)

Juridicamente qualquer cidadão tendo um Direito prejudicado poderá recorrer à Justiça. Em relação a qualquer Decisão no âmbido do Poder Judiciário, é perda de tempo estar se discutindo, uma vez que é garantia fundamental contida na Carta da República. O problema está no Executivo e no Legislativo, com o "Bando" que o Presidente da República colocou no Palácio do Planalto para Governar o País, criaram no Legislativo uma nova Instituição no Sistema Democrático brasileiro, A CORRUPÇÃO. PT nunca mais.

Responder

A Sra. Lucia Hypólito, em comentário hoje pela ...

Walker (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

A Sra. Lucia Hypólito, em comentário hoje pela manhã na rádio CBN de Campinas, SP, disse que o presidente do STF, ministro Nelson Jobim, ao conceder medida liminar ao parlamentares acusados pelas CPI´s, se encarregou de levar a pizza para assar nos fornos daquela corte. Gostaria de sugerir à excelente jornalista, que, se algum dia fosse processada por, digamos, calúnia (o que é comum ocorrer com certa freqüência com jornalistas que usam como instrumento a palavra), abrisse mão do seu direito de se defender de forma regulamentar. Que tal se durante um processo, ficasse ao livre arbítrio de quem acusa o método para se conseguir a condenação? Aposto que ela não iria gostar. O que o ilustre presidente da mais alta corte do país fez foi apenas lembrar aos parlamentares que eles podem condenar sim, mas, segundo os critérios que eles mesmos criaram (sem atropelar regras, normas e procedimentos). Nesse sentido, corretíssimo o texto do Dr. Edson da Silva.

Responder



Comentar

Comentários encerrados em 24/09/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.