Consultor Jurídico

Super-Receita

Auditores fiscais fazem greve de 48 horas em São Paulo

Os auditores fiscais da Receita Federal de São Paulo, devem paralisar suas atividades por 48 horas a partir dessa terça-feira (13/8). As assembléias realizadas na capital paulista revelaram que 91,7% dos auditores concordam com a greve nas unidades da Receita Federal, como advertência contra os riscos da Medida Provisória 258 que criou a chamada Super-Receita..

Os problemas ocasionados pela MP 258 são muito grandes para não serem considerados e discutidos com a sociedade e as categorias envolvidas, conforme declaram os dirigentes sindicais do Unafisco em São Paulo. "Um projeto dessa envergadura deve ser debatido pela sociedade, pois envolve questões essenciais para o Estado, como a arrecadação do país e a Previdência pública", declarou a presidente do Unafisco — Delegacia Sindical São Paulo, Carmen Cecília Bressane.

Para os auditores, o movimento, que é mais uma advertência contra as propostas de compartilhamento das atribuições e prerrogativas categoria, ganha ainda mais importância por ocorrer na semana em que está prevista a apresentação, pelo deputado Pedro Novais (PMDB/MA), de seu relatório sobre a MP 258. Participaram da Assembléia Nacional 2071 auditores fiscais de 74 localidades.





Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 12 de setembro de 2005, 20h32

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/09/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.