Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Má influência

Relações com traficantes afastam filho de Romário do tio

A Justiça proibiu que os filhos do jogador Romário e de Mônica Santoro mantenham contato com o tio, Marcelo Santoro. O tio teria induzido filho do jogador, de 11 anos, a estreitar relações com traficantes.

A decisão de manter os filhos do baixinho longe do tio materno é da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a pedido do Ministério Público. Foram gravadas conversas telefônicas entre o menino e o traficante Bem-te-vi, da favela da Rocinha, que tiveram Santoro como mediador. Também existem informações de que o tio levaria o sobrinho à boca-de-fumo.

O desembargador Antônio José Carvalho considerou que os menores estavam em séria situação de risco. Ele entendeu que o afastamento não configura constrangimento ilegal e não restringe o direito de ir e vir, o que derrubou a alegação da defesa de Marcelo.

“A decisão não impede que ele mantenha contato com os marginais seus amigos, clientes (já que é advogado), ou lá o que sejam, mas apenas o impede que se aproxime dos sobrinhos para evitar que continue a desencaminhá-los de forma tão torpe”, afirmou o desembargador Antônio José Carvalho.

Revista Consultor Jurídico, 27 de outubro de 2005, 19h45

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/11/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.