Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime contra o patrimônio

Assaltante da casa de Bonner é condenado por outro roubo no Rio

Weberton Freitas dos Santos, que assaltou a casa dos jornalistas William Bonner e Fátima Bernardes, foi condenado a 10 anos e oito meses de prisão, em regime fechado, por assalto a outra residência. A decisão é do juiz Flávio Nicolau, da 27ª Vara Criminal do Rio de Janeiro. O assaltante, no entanto, ainda está foragido.

Segundo a denúncia, Santos entrou armado na casa de Arilton de Souza Cabral, no condomínio Interlagos de Itaúna, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, em junho deste ano. Silveira afirmou que estava em seu quarto acordado quando o ladrão abriu a porta e, com uma pistola, anunciou o assalto. Sua mulher e sua filha presenciaram o crime.

Silveira contou que foram roubados jóias, relógios, celulares, uma filmadora, uma câmera fotográfica digital e R$ 800 em dinheiro. Ele estimou o prejuízo total em R$ 50 mil. Todos os objetos teriam sido levados na fronha de um travesseiro. Em interrogatório, o assaltante confessou o crime.

Segundo o juiz Flávio Nicolau, o réu não pode ser considerado como reincidente ou com mau antecedente, já que ainda não existem sentenças condenatórias transitadas em julgado.

Para Nicolau, a personalidade do assaltante é voltada para a prática de delitos contra o patrimônio. “A conduta social do acusado é extremamente reprovável, haja vista que em vez de trabalhar, de contribuir para o desenvolvimento social, apenas rouba.”

Revista Consultor Jurídico, 20 de outubro de 2005, 21h57

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/10/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.