Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

‘Justiça Restaurativa’

Juizado implanta programa de mediação entre partes no RS

O Juizado da Infância e da Juventude de Porto Alegre (RS) está implantando -- em caráter experimental -- a “Justiça Restaurativa”. A intenção é tentar a mediação entre réu e vítima.

“Esse é um sistema que tem como objetivo o diálogo, a aproximação e a superação dos problemas. E isso é bastante possível em tempos em que a Justiça é tão demandada”, afirmou o juiz Leoberto Brancher, da 3ª Vara do Juizado, ao programa Justiça Gaúcha. A informação é do site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

Segundo o juiz, a “Justiça Restaurativa” é um encontro entre o réu e a vítima para que todos possam expor suas emoções e, através da conversa, chegar a uma solução para o caso.

“Tudo está baseado na lógica de interação entre as diferentes partes interessadas no processo”, considera o juiz.

Revista Consultor Jurídico, 21 de março de 2005, 16h08

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/03/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.