Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Lamentavel esta noticia, e enquanto comentamos ...

Solamento (Bacharel - Comercial)

Lamentavel esta noticia, e enquanto comentamos este fato triste, várias pessoas que passam fome e por instinto ou por pura necessidade de se alimentar, se apropriam de alimentos e sofrem as consequências pelo poder do Estado (Polícia), ficam detidos, são humilhados e a punição acontece quase que instantaneamente. Eu como pai, imagino teu sofrimento e espero ainda que brasileiro, seja visto não só por sua familia, mas por todos nós.

Prezada Dra. Luciana faço minhas suas palavras,...

João Roberto de Napolis (Advogado Autônomo)

Prezada Dra. Luciana faço minhas suas palavras, entretanto o réu Pimenta, desgraçadamente, não amargará bons anos na cadeia como vaticinado pela senhora, senão vejamos: 1. O RE eo RESP, ainda não subiram para os respectivos Tribunais Superiores e não se sabem quando irão (O TJSP está um verdadeiro caos institucionalizado); 2. O matador confesso está com 68 anos de idade e em breve (menos de 2 anos) a prescrição da pretensão punitiva será cortada ao meio; 3. O acusado possui grande lastro financeiro o que lhe permite contratar excelentes profissionais que conhecem os meadros do Código Penal e de Processo Penal; 4. O acusado possui relacionamento com pessoas influentes em todos os meios da sociedade, que pelo tráfico de influência, certamente o benficiarão na procrastinação do feito penal; 5. Após vencidos todos esses óbices é que será marcado o Júri do senhor Pimenta, o qual esperamos então já esteja ardendo no fogo do inferno, mas punição pela Justiça dos homens,tristemente não, Dra. Luciana. BRASIL TERRA DE NINGUÉM!!!!!!!

Juro que eu acreditava que esse caso já tinha s...

Hugo von Ancken Erdmann Amoroso (Advogado Autônomo - Civil)

Juro que eu acreditava que esse caso já tinha sido julgado, tendo em vista o tempo já decorrido desde a prática do delito. De fato, lamentável.

Avalio a dor e pesar do Senhor João Gomide pelo...

João Roberto de Napolis (Advogado Autônomo)

Avalio a dor e pesar do Senhor João Gomide pelo assassinato brutal, despudorado, de sua única filha, praticado pelo Pimenta, réu confesso. Porém, Senhor Gomide, por mais saúde que o senhor possa a ter, não acredito que o senhor verá uma punição como o caso deveria ter, pois o senhor não pode esquecer que vive em um País do quarto-mundo, onde um Judiciário é completamente inoperante em todas as esferas jurisdicionais, pois Justiça tardia é, no caso, sinônimo de impunidade e consequentemente multiplicador da violência em todos os sentidos. O matador Pimenta, além de suporte econômico, não devemos esquecer, possui relacionamento com pessoas influentes em função do cargo que ocupava no Jornal O Estado de São Paulo, o que, também, lhe permite atuar com mais desenvoltura no denominado tráfico de influências. Me perdoe, senhor João Gomide, mas é vergonhoso ser brasileiro. Força, senhor João, muita força.

Comentar

Comentários encerrados em 24/03/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.