Consultor Jurídico

Comentários de leitores

16 comentários

Gostaria de saber se na legislação brasileira e...

Marly Molotto (Contabilista)

Gostaria de saber se na legislação brasileira existe algum limite para expressar as ideias ou pensamentos que, seja passível mensuração, análise e crítica sobre a extensão e os limites de sua abrangência, e se esse entendimento seria objeto de julgamento pelo linguista, filosofo ou servidor do poder judiciário, ou se essa expressão de ideias, pensamentos ou apelo ao desejo, ansia e necessidade de pleitear um direito " O DIREITO"; e se o receptor de o nobre apelo de justiça não obrigaria a esse servidor da justiça a carecer de um parecer técnico de um linguista, filologo, etc... para ao ler uma petição e poder entender, se for possivel, ou, antes de julgar o mérito, simplesmenten sanear, com o seu inerente poder de determinar a conveniente ratificação, ou retificação dos termos apresentados, adequados ou carentes de uma melhor explicação. Sou leiga em matéria e Direito, mas gostaria de poder ler a petição para ver se poderia entende-la.

Se o Juiz confecciona uma sentença concisa, os ...

Rogério Sampaio Buena (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Se o Juiz confecciona uma sentença concisa, os Advogados oportunistas correm para redigir seu recurso ao TJ argumentando sobre a nulidade por falta de fundamentação (art.458 CPC), inclusive procrastinando a marcha processual. Se o confecciona uma sentença bem fundamentada, ainda mais em razão da rara matéria abordada, é porque foi prolixo e contribuiu para o retardo do Poder Judiciário. Ora, a busca da perfeição tem que começar por alguém. Alguém deve dar o exemplo. Que seja o Juiz! Ressalta-se que, com certeza, não sai uma sentença dessas por dia do gabinete do Magistrado. Trata-se de decisão fundamentada e bem direcionado para o caso em questão. Parabéns Juiz Rodolfo!! Que sirva de exemplo a todos os operadores do Direito.

"No Brasil, um processo judicial leva, em média...

Joao Antonio Motta (Advogado Autônomo)

"No Brasil, um processo judicial leva, em média, 12 anos para ser resolvido. Estima-se que 70% desse tempo é consumido somente com a burocracia dos cartórios. Outros 20% são gastos pelos advogados e apenas 10% são utilizados para a análise dos juízes. Mas há uma segunda razão, igualmente assustadora, que torna o processo ainda pior que pesadelo. Ele se materializa quando o juiz decide finalmente julgar a ação. Em muitos casos, infelizmente não tão raros, um magistrado sem formação suficiente na área em discussão acaba tomando uma decisão que fere o bom senso. Até que um ponto de vista razoável se imponha, mais tempo se passa." (REVISTA EXAME de 18/06/2004.) Todos sofrem, Juízes, Advogados, Promotores, etc. É parte do sistema. Justiça é ente abstrato para aquele que vê não conhecida ou negada sua pretensão; sempre louvável e tangível para quem a tem conhecida e acolhida. Isso é a essência do contencioso.

"PONTO E VÍRGULA" Arrazoe quem quiser, mas...

Maria Lima Maciel (Advogado Autônomo)

"PONTO E VÍRGULA" Arrazoe quem quiser, mas articule quem souber...

Alguem por favor me tire uma dúvida: é uma sent...

Lord Tupiniquim - http://lordtupiniquim.blogspot.com (Outro)

Alguem por favor me tire uma dúvida: é uma sentença de indeferimento da inicial ou um artigo jurídico sobre o estilo redacional de peças técnico-jurídicas?

"Benditos os juizes breves, pois deles será a...

Nota (Outros)

"Benditos os juizes breves, pois deles será a gratidão dos advogados e da população. "

Conforme sentença do nobre magistrado, "a conci...

Nota (Outros)

Conforme sentença do nobre magistrado, "a concisão é o mais importante requisito do estilo forense, é a faculdade de transmitir o máximo de idéias com o mínimo de palavras." Isto posto, "Benditos os juízes breves, pois deles será a gratidão dos advogados e da população." Dixo.

Segunda parte do Art. 459, do CPC: [...] Nos ca...

Rogerio Gomes (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Segunda parte do Art. 459, do CPC: [...] Nos casos de extinção do processo sem julgamento do mérito, o juiz decidirá em forma concisa. Como disse o poeta Juvenal, tratando das lutas dos gladiadores na antiga Roma: "panem et circenses". Tão triste quanto à petição (se for este o caso, porque ninguém viu a peça vestibular, não obstante a execração pública do procurador) é a prolixa sentença, diante de um caso aparentemente tão simples.

Glidson Vicente (jornalista / estudante de Dire...

Glidson Vicente (Estudante de Direito)

Glidson Vicente (jornalista / estudante de Direito - Natal-RN) Sinceramente, falar em objetividade e concisão e produzir uma sentença desse tamanho é no mínimo contraditório. Faria bem aos colegas advogados dar uma lida nos manuais de redação para jornalistas. Objetividade e concisão são necessários em qualquer área profissional.

Se todos os textos subscritos pelos advogados f...

Redator Chefe (Técnico de Informática)

Se todos os textos subscritos pelos advogados fossem assim... O texto da petição, se correto ou incorreto, não é menos gravoso que certas decisões não menos confusas expedidas em tantos e tantos processos desse nosso Brasil cheio de estrelas. Seria sábio, por parte do Magistrado, ao invés de tantas palavras numa sentença de EXTINÇÃO SEM JULGAMENTO DO MÉRITO, que simplesmente rejeitasse a inicial ou determinasse sua emenda, ato plenamente razoável e correto. O tempo perdido em tamanha e desnecessária fundamentação, certamente lhe teria logrado a oportunidade de decidir outros dos 40 mil e tantos processos que percorrem sua mesa engolfada de trabalhos... Foram inúmeras citações, que certamente exigiram excessivo tempo de consultas em detrimento de outros que dele esperam maior agilidade nos julgamentos. Uma pena que o estrelismo de um magistrado, faça de um pretendido exemplo, verdadeiro sacrifício aos que militam honestamente.

Sinceramente, pedir objetividade e concisão e p...

Glidson Vicente (Estudante de Direito)

Sinceramente, pedir objetividade e concisão e produzir uma sentença com tamanha extensão é no mínimo contraditório. Os nobres colegas deveriam dar uma lida nos manuais de redação feito para jornalistas. Assim teriam uma noção razoável do que é objetividade e concisão.

Em que pese a validade do comentário abaixo, cr...

Wilsonj (Advogado da União)

Em que pese a validade do comentário abaixo, creio que "enxurrada" se escreve com "x", e não do modo como foi grafada. Destarte, não são somente os bacharéis que estragam a classe; os próprios advogados também o fazem. "Acredito que a petição mal redigida seja também fruto da enchurrada de cursos jurídicos em todo o país, muito deles, sem preocupação nenhuma com a formação dos futuros bacharéis de direito. Daí, esse estrago à nossa classe e, especialmente à sociedade."

É realmente preocupante o nível do dito "advoga...

Assis (Outros)

É realmente preocupante o nível do dito "advogado", mas, concordo com os demais ao comentar a "concisão" da r. sentença do ilustre magistrado. Confesso que em alguns momentos achei que esta sentença não iria ter fim. Creio que o magistrado quis demonstrar sua versatilidade e domínio com a língua pátria. Com tanto trabalho, creio que o ilustre juiz despejou todo seu desabafo nessa sentença, tendo que apreciar a tal petição. Sejamos todos mais objetivos.

Realmente tem razão o juiz Rodolfo pelo fato de...

JA Advogado (Advogado Autônomo)

Realmente tem razão o juiz Rodolfo pelo fato de haver um texto de duas laudas sem nenhum ponto. Isso é confuso. Mas o ensinamento do magistrado na sentença -("benditos os breves, pois deles será a gratidão dos juízes e dos auditórios") - não condiz com a laudatória decisão, que poderia ser uma bem aventurada e concisa sentença, para a gratidão geral dos demais mortais que têm seus processos conclusos para sentença.

Muito oportuna a r. sentença. Acredito que a p...

Luciana Freitas (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Muito oportuna a r. sentença. Acredito que a petição mal redigida seja também fruto da enchurrada de cursos jurídicos em todo o país, muito deles, sem preocupação nenhuma com a formação dos futuros bacharéis de direito. Daí, esse estrago à nossa classe e, especialmente à sociedade. Entretanto, em um ponto o nobre magistrado cai em contradição, requer brevidade, mas não o é. Plagiando o professor Pasquale. É isso.

Até acredito que a exordial tenha sido mal redi...

Rogerio Beze (Advogado Sócio de Escritório)

Até acredito que a exordial tenha sido mal redigida, mas daí falar que o Magistrado que proferiu a sentença pretende a celeridade processual, é mentira. Afinal, quantos processos ficaram sem despachos para que a sentença acima fosse proferida. Parabens Magistrado, ficou conehcido no Brasil todo e o povo sem uma competente prestação jurisdicional.

Comentar

Comentários encerrados em 23/03/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.