Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caso Banestado

Justiça dos EUA bloqueia US$ 8,2 milhões de acusado no Banestado

A Justiça Federal em Washington, Estados Unidos, determinou o bloqueio de US$ 8,2 milhões do empresário Antônio Pires de Almeida. O pedido de bloqueio foi feito pela Força-Tarefa do Ministério Público Federal que atua no caso Banestado. As informações são da Procuradoria da República no Paraná.

Antônio de Almeida foi denunciado por gestão fraudulenta, operação de instituição financeira sem autorização, evasão de divisas, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. Segundo o Ministério Público, ele e seus sócios na Turist Cambio possuíam 5 contas bancárias nos Estados Unidos e movimentaram, entre 1995 e 2002, quase US$ 2 bilhões. Os valores são apoiados em laudo do Instituto Nacional de Criminalística.

A Justiça americana determinou o bloqueio de duas contas bancárias em razão de um pedido de cooperação feito pelo MPF. Foi a primeira vez que a Procuradoria dos Estados Unidos representou o Brasil num pedido de bloqueio desta natureza.

Segundo o MPF, além da criação de um precedente na área de cooperação internacional para combate à lavagem de dinheiro, não foi necessário contratar escritório privado de advogados nos Estados Unidos, o que representou economia para o Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 9 de março de 2005, 18h38

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/03/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.