Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Cola na prova

Justiça do Acre condena dez réus por fraude em vestibular

Dez integrantes de uma quadrilha especializada em fraudar vestibular foram condenados pelo juiz Jair Araújo Facundes, da 3ª Vara Federal de Rio Branco (Acre). De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, o grupo atuava há mais de dez anos em pelo menos dez estados. A quadrilha foi condenada por fraude no vestibular do curso de Medicina da Universidade Federal do Acre em 2002. Cabe recurso. A informação é do site Espaço Vital .

Dos 28 alunos que teriam sido beneficiados pela fraude, 12 respondem a ações penais. Jorge Nascimento Dutra, apontado como o líder do esquema, foi condenado a 21 anos de prisão por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal. Também foi condenada a mulher de Dutra, Maria de Lurdes Dias (a 12 anos), e a mãe dele, Geralda Dutra (a sete anos e quatro meses).

A romena Ioana Rusei, responsável pela solução das provas cujas respostas eram enviadas eletronicamente aos candidatos, foi condenada a nove anos e meio de prisão. Dutra e Rusei estão presos em Rio Branco.

Revista Consultor Jurídico, 7 de março de 2005, 11h30

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/03/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.