Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Administração da Justiça

Juiz de Minas é vencedor de concurso de monografias do CJF

O juiz federal Carlos Henrique Borlindo Haddad, da 3ª Vara Federal de Belo Horizonte (MG), é o vencedor do ‘Concurso de Monografias sobra a Administração da Justiça Federal’ promovido pelo CJF -- Conselho da Justiça Federal. O resultado foi homologado nesta quinta-feira (3/3).

Haddad venceu com a monografia sobre o tema “Fatores de produtividade: proposta de avaliação do desempenho do magistrado federal”. Os quatro primeiros colocados ganharão uma viagem aos Estados Unidos, onde visitarão cortes do Judiciário americano.

Os outros vencedores são Vicente de Paula Ataíde Junior, da 5ª Vara Federal de Curitiba (PR), que apresentou o trabalho “O novo juiz e a administração da justiça: Repensando a seleção, capacitação e avaliação dos magistrados federais”, George Marmelstein Lima, da 8ª Vara Federal do Rio Grande do Norte (RN), que conquistou a terceira colocação discorrendo sobre a “Organização e administração dos juizados especiais federais”, e Vladimir Santos Vitovsky, da 20ª Vara Federal do Rio de Janeiro (RJ), que abordou a “Morosidade e suas vicissitudes: desafios para a avaliação da produtividade do juiz federal”.

Também poderão participar da missão aos Estados Unidos outros nove juizes federais, mas apenas os quatro primeiros terão sua passagem em classe econômica e suas diárias internacionais pagas pelo CJF. A missão está prevista para julho de 2005 e terá a duração de dez dias. As informações são do CJF.

De acordo com o regulamento do concurso, estão habilitados a participar da missão aos EUA, além dos quatro primeiro colocados, os seguintes participantes:

Alcir Luiz Lopes Coelho

“Inovações na administração e funcionamento da justiça federal: Organização e administração dos Juizados Especiais Federais Cíveis”;

Antônio César Bochenek

“Acesso à Justiça – Organização e administração dos Juizados Especiais Federais”;

Artur César de Souza

“A interdisciplinariedade como paradigma na formação e capacitação de Juízes Federais”;

Danilo Fontenele Sampaio Cunha

“Da formação e capacitação de juízes humanos federais”;

Marcos Mairton da Silva

“Produtividade dos Juízes Federais: em busca de critérios para a definição de um sistema de avaliação”;

Mônica Jacqueline Sifuentes Pacheco de Medeiros

“Inovações na administração e funcionamento da justiça federal: Um novo juiz, para um novo Poder”;

Renato Luís Benucci

“Uniformização de procedimentos e normas para a realização de concursos visando à seleção de Magistrados”;

Rodrigo Navarro de Oliveira

“A Avaliação da produtividade dos juízes federais e as causas limitadoras da prestação jurisdicional célere”;

Rogério Volpatti Polezze

“Itinerante: a justiça possível. Como concretizar atendimento satisfatório com recursos escassos?”

Revista Consultor Jurídico, 3 de março de 2005, 19h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/03/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.