Consultor Jurídico

Cofre forte

Suíça barra repatriação de US$ 3,8 milhões do juiz Nicolau

Os US$ 3,8 milhões mantidos em contas suíças pelo juiz aposentado Nicolau dos Santos Neto não serão repatriados ao Brasil. Pelo menos enquanto for mantida uma liminar concedida pela Justiça da Suíça a pedido do juiz. A informação é do site Última Instância, que atribui a notícia à Coordenação de Repatriação de Ativos e Cooperação Internacional do Ministério da Justiça.

O pedido de repatriação do montante havia sido feito pelo Ministério Público Federal às autoridades suíças depois que a 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região aumentou, no mês passado, a pena de Nicolau pelo crime de lavagem de dinheiro e reformou a sentença, condenando o ex-magistrado também pelo crime de evasão de divisas. A pena foi fixada em 17 anos.

O juiz aposentado é acusado de desviar R$ 169 milhões da obra de construção do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, do qual era presidente.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 23 de maio de 2005, 14h28

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/05/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.