Consultor Jurídico

Impasse público

Greve de defensores públicos do Rio de Janeiro vai a julgamento

A 7ª Vara de Fazenda Pública do Rio de Janeiro julgará nesta quarta-feira (22/6) ação do governo do estado contra a greve dos defensores públicos do Rio de Janeiro, que já dura 16 dias.

Os representantes da Adeperj — Associação dos Defensores Públicos do Rio de Janeiro reuniram-se nesta terça-feira (21/6) com o secretário de governo do estado Anthony Garotinho, mas ele se recusou a apresentar uma proposta à categoria, alegando que a paralisação foi partidarizada.

Garotinho comprometeu-se a encaminhar a proposta da Adeperj, que pede equiparação salarial com os juízes e procuradores, realização de concurso e repasse integral de verbas, ao defensor público Geral, Marcelo Bustamante, que tem status de secretário do governo estadual.

Na ação em trâmite na 7ª Vara, o governo alegou que os defensores prestam um serviço essencial à população.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 21 de junho de 2005, 22h16

Comentários de leitores

1 comentário

A solucao constitucional nao preza menor custo,...

Amélia Soares da Rocha (Defensor Público Estadual)

A solucao constitucional nao preza menor custo, mais eficiencia. Alem disso, sem qualquer duvida, Defensoria Publica, alem de ser dever constitucional, carreira de Estado, é menos onerosa (basta que se compare o custo da Defensoria Publica do Rio de Janeiro com o custo de convenios - inconstitucionais - em Sao Paulo).

Comentários encerrados em 29/06/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.