Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Conforme o presidente nacional da Ordem dos Adv...

Maycon Max dos Prazeres (Estudante de Direito)

Conforme o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Roberto Busato, afirmou - no sentido de repudiar a desmoralização pela qual passa tanto o advogado quanto o cidadão brasileiro - vê-se um total desrespeito às garantias de cidadania dentro do Estado Democrático de Direito. E mais, vê-se sim um desrespeito às normas, às esferas de poder (de até onde vai o meu e o teu direito) e, o que é ainda pior, a grande parte do que está disposto em nossa Carta Magna, que é a Constituição Federal. Invadem sua vida, sua privacidade, e, se você não tiver nenhuma dívida, dela saem como se nada tivesse acontecido. Desconhecem que para poder haver a invasão de um escritório de advocacia, deve-se ter por base as mesmas regras que disciplinam a violação da casa do cidadão comum. Fingem, por vezes, desconhecer certas regras para poder violá-las e, assim, atingir interesses próprios... O final da história (com h, pois infelizmente não é um conto de fadas), todos nós já conhecemos: tudo acaba em pizza!!! Abrem-se assim, um leque de embasamentos jurídicos para novas invasões, ainda que inconstitucionais, e o cidadão, já desacreditado de seus direitos, acovarda-se e, por vezes, CALA-SE. Não podemos permitir estas arbitrariedades, como se nada estivesse acontecendo; Nossos direitos foram adquiridos por meio de vitórias, de lutas, de sangue... e não vai ser agora, com o campo de batalha já dominado que iremos baixar nossa bandeira. Que seja feita a justiça! Um grande abraço aos amigos leitores.

Uma questão merece reflexão... Se até em repar...

Rodrigo Pedrini Marcos (Assessor Técnico)

Uma questão merece reflexão... Se até em repartições PÚBLICAS pode haver busca e apreensão determinadas JUDICIALMENTE, porque os escritórios de advocacia estariam incólumes? Ah, outro lembrete! A OAB, que brada contra as supostas "invasões", também é contra o poder de investigação do Ministério Público. E assim caminha a (sic) Impunidade!

Ilustre Presidente Busato. É hora, e já se faz ...

Gilwer João Epprecht (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

Ilustre Presidente Busato. É hora, e já se faz tarde o momento de se por cobro a esta vergonha e falta de respeito ocorrente com nossa profissão, ao que parece sempre determinada por juizes que não respeitam e pensam que o advogado é um mal menor facilmente descartavel aos seus objetivos. Esquecem eles, ou não se dão ao respeito à própria Constituição Federal, em especial às prerrogativas da classe. E o que é pior, nosso Ministro da Justiça, que pertencia à nossa classe e ocupou também a presidência da OAB, ao que parece aplaude estes atos. Não tenho procuração de ninguém, porém, tenho certeza que, como eu, toda a classe aguarda sejam tomadas medidas seríssimas e urgentes.

Até que em fim alguém vai tomar alguma atitude....

JCláudio (Funcionário público)

Até que em fim alguém vai tomar alguma atitude. Espero que não fique só no discurso.

Comentar

Comentários encerrados em 23/06/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.