Consultor Jurídico

Notícias

Guerra do telefone

Leonardo Attuch pede direito de resposta à revista Veja

O advogado criminalista José Roberto Batochio ajuizou nesta quinta-feira (2/6) pedido de direito de resposta contra a revista Veja, em favor do jornalista Leonardo Attuch, da revista Isto É Dinheiro.

O caso decorre da guerra de negócios travada em torno da Brasil Telecom, em que grandes grupos econômicos disputam o controle da operadora. Nas investigações movidas pela Polícia Federal para apurar as atividades da Kroll, Attuch foi apontado como integrante do esquema de Daniel Dantas, do Opportunity, que contratara a empresa para investigar seus adversários. A acusação considerou como verdadeira afirmação feita em conversa gravada do espião Tiago Verdial com sua mãe. Verdial perdera o emprego na Kroll e foi pedir emprego ao principal adversário (hoje aliados) do Opportunity: a Telecom Italia.

A ação criminal afirma que a ação da Polícia Federal foi movida por interesses privados no seio do governo e que as reportagens de Attuch, tidas por encomendadas, jamais foram contestadas

Leia a íntegra da inicial

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CRIMINAL DO FORO REGIONAL DA LAPA.

LEONARDO DE REZENDE ATTUCH, brasileiro, casado, jornalista, portador da cédula de identidade – xxxxxx, devidamente inscrito no CPF/MF sob xxxxx, residente e domiciliado em Cotia, São Paulo, vem, por si e por seus advogados infra-assinados (doc.1), com o respeito devido, a Vossa Excelência para, com fundamento nos artigos 29 e seguintes da Lei no 5.250, de 9/2/1967, ajuizar o presente pleito de DIREITO DE RESPOSTA em face de ROBERTO CIVITA, Editor, de MAURIZIO MAURO, Presidente Executivo, de MAURO CALLIARI, Diretor Geral, e de TALES ALVARENGA, Diretor Editorial, responsáveis pela publicação da REVISTA VEJA, e em face desta última, todos encontráveis na Avenida Otaviano Alves de Lima, nº 4400, e/ou na Avenida das Nações Unidas, no 7221, 19o andar, São Paulo, Capital, em razão dos motivos fáticos e jurídicos fundamentos a seguir articulados.

I.1 – APRESENTANDO O REQUERENTE.

O Requerente, nascido em 12 de maio de 1971, começou a trabalhar aos 14 anos, no Banco do Brasil S.A., como office-boy. Aos 19, foi transferido para a área internacional da aludida instituição financeira e, pouco tempo depois, foi nomeado assessor, um cargo comissionado, na divisão de recuperação de créditos internacionais. Foi um dos mais precoces assessores do Banco. Em 1993, graduou-se em Jornalismo pela Universidade de Brasília e logo depois foi selecionado para o programa de jovens talentos do jornal O Estado de S. Paulo. Após cursá-lo, recebeu um convite para trabalhar no Correio Braziliense, principal jornal da Capital Federal. Trocou o salário que recebia no Banco do Brasil por outro que representava um terço do que percebia, em nome da vocação jornalística e de seu sonho profissional. Seis meses depois, graças ao trabalho no Correio Braziliense, foi convidado para trabalhar na sucursal da revista Veja, da Editora Abril, em Brasília. Em 1994, transferiu-se para São Paulo, ainda na Editora Abril, para atuar como repórter da revista Exame, onde se tornou um profissional de destaque. Chegou a vencer o Prêmio Abril de Jornalismo e, em 1995, recebeu diretamente de Roberto Civita, dono da editora e aqui requerido, correspondência, enviada com cópia para José Roberto Guzzo, à época diretor de redação da Revista Exame, nos seguintes termos:

Gostei muito do seu paper (...) E vou aproveitar alguns pontos num discurso em Londres na próxima semana. Parabéns pela clareza e serenidade do seu resumo. E obrigado pela ajuda! Um grande abraço, Roberto Civita.

(cf. doc.2)

Na Revista Exame, o Requerente foi autor de várias matérias de destaque e, em 1997, foi laureado com um dos mais importantes prêmios da imprensa brasileira – o Prêmio Citibank de Excelência em Jornalismo. Como recompensa, recebeu uma bolsa para cursar programa de aperfeiçoamento na Universidade de Columbia, em Nova York. Logo depois, ainda no início de 1997, foi convidado, aos 25 anos, para a editar a seção de economia do jornal Estado de Minas, em Belo Horizonte.

Transferiu-se para a Capital mineira, onde foi um dos responsáveis pela modernização do jornal. Em 1998, além de editar as notícias econômicas do Jornal, tornou-se editor de uma nova revista, chamada Economia, sobre negócios em Minas Gerais. Em 1999, com a explosão da rede mundial de computadores, tornou-se também editor de uma publicação chamada Internet Negócios. Em 2000, o Requerente regressou a São Paulo, após receber convite para ser editor de economia da revista Istoé Dinheiro. Torna-se então responsável por várias reportagens de destaque da publicação, sendo finalista dos prêmios Esso e Embratel de Jornalismo em algumas ocasiões. Em 2004, passa a acumular a função de editor de economia da Istoé Dinheiro com a edição de uma nova revista, a Dinheiro Rural, que vem tendo grande repercussão no meio ligado ao agronegócio. Já publicou dois livros.

Revista Consultor Jurídico, 2 de junho de 2005, 19h33

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/06/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.