Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Atentado à advocacia

Polícia Federal desativa bomba colocada em prédio da OAB na Bahia

Uma bomba, aparentemente de fabricação caseira, foi descoberta na tarde desta quinta-feira (20/1) por peritos da Polícia Federal na sede da seccional da OAB da Bahia, em Salvador. O artefato foi colocado na Sala de Prerrogativas dos Advogados.

O presidente da seccional baiana, Dinailton Oliveira, comunicou o fato ao presidente nacional da OAB, Roberto Busato. Ele cobrou providências do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, para apurar a responsabilidade pelo atentado.

Segundo Dinailton Oliveira, ainda não há pistas sobre os responsáveis pela colocação da bomba, que foi detonada pela PF numa área próxima ao prédio da OAB. A sede da entidade foi evacuada e a área isolada tão logo foi detectada a presença do artefato, embrulhado em papel. A entidade ainda aguarda o laudo da PF para saber com precisão de que tipo de artefato se trata.

A OAB-BA cobrou recentemente medidas das autoridades contra a queima de arquivos da época da ditadura militar ocorrida na Base Aérea de Salvador, conforme revelou reportagem da TV Globo. Mas o presidente da entidade disse não ter nenhuma indicação que permita fazer qualquer vinculação entre à colocação da bomba na entidade e aquele fato.

Oliveira disse que vai esperar pela conclusão das investigações policiais sobre o episódio para um posicionamento mais detalhado da entidade.

Revista Consultor Jurídico, 20 de janeiro de 2005, 20h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/01/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.