Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Guerra no morro

Justiça fluminense interroga traficante Dudu da Rocinha

O juiz auxiliar do 1º Tribunal de Júri da capital, Rio de Janeiro, Marco Couto, interroga nesta quarta-feira (19/01), às 13 horas, o traficante Eduíno Eustáquio de Araújo Filho, conhecido como “Dudu da Rocinha”. Ele é acusado de homicídio qualificado, roubo, formação de quadrilha e tentativa de invasão à favela da Rocinha para retomada do controle do tráfico de drogas.

Segundo denúncia do Ministério Público, no dia 08 de abril de 2004, Eduíno Eustáquio e mais sete integrantes da quadrilha dirigiram-se para a Avenida Niemeyer, com várias armas de fogo, para roubar veículos e invadir a Rocinha. Durante as ações, Dudu e comparsas mataram Telma Veloso Pinto, Arthur Veloso Pinto Zarbo Siva e Welington da Silva.

O acusado ficou conhecido pela sua capacidade de fugir da polícia, que chegou a oferecer uma das maiores recompensas no Disque-Denúncia para capturá-lo. Eduíno Eustáquio foi preso no dia 31 de dezembro quando ia para a casa de sua namorada em Saquarema, na Região dos Lagos.

Matheus José Alves da Silva, Ailton Francisco da Silva, “Toquinho”; Pedro Artur de Faria, “D’Oscar”; Alexsandro Santanna da Silva, “Sapo Boi”; Carlos Henrique Fernandes dos Santos, “Pretinho”; Fábio Roberto Santos, “Binho” e Patrick Salgado Souza Martins, “PT ou General” que integram a quadrilha de Dudu já foram interrogados pelo 1º Tribunal do Júri.

Revista Consultor Jurídico, 19 de janeiro de 2005, 19h01

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/01/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.