Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

A volta di mandado de segurança parece nos traz...

Helena da Justa (Advogado Autônomo)

A volta di mandado de segurança parece nos trazer de volta a estabilidade necessária para a celeridade no Judiciário.

As últimas leis promulgadas pela reforma proces...

Helena da Justa (Advogado Autônomo)

As últimas leis promulgadas pela reforma processual não beneficiam a celeridade do Judiciário assemelham-se a outras leis anteiormente promulgadas que na realidade não ultrapassam os limites da alegoria. Existem prioridades em termos de reforma que estão sendo olvidads.

O artigo é pertinente. No entanto, como a lei m...

Edna (Advogado Sócio de Escritório)

O artigo é pertinente. No entanto, como a lei menciona "agravo de instrumento" significa que o mesmo não é para ficar retido. No que tange ao efeito suspensivo do agravo cabe ao Relator do feito deferi-lo, ou não.

Estas últimas leis promulgadas da tal reforma p...

Guilherme G. Pícolo (Advogado Autônomo - Civil)

Estas últimas leis promulgadas da tal reforma processual não atacam o cerne do problema, não vão agilizar a Judiciário e, a meu ver, são muito parecidas, em essência, com a lei que corrigiu os limites do SIMPLES e que não produziu qualquer efeito tributário quanto às alíquotas e faixas de recolhimento. Lembra, também, o espírito da dramaturgia policial nos dias de apreensão de produtos descaminhados em alguns centros urbanos e que, ao fim das contas, é puramente alegórica.

Comentar

Comentários encerrados em 3/01/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.