Consultor Jurídico

Ele conseguiu

Supremo concede liberdade provisória para filho de Pelé

Depois de inúmeras tentativas, o ex-goleiro Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, filho de Pelé, conseguiu a liberdade provisória. O ministro Cezar Peluso, do Supremo Tribunal Federal, concedeu, nesta sexta-feira (16/12), liminar em Habeas Corpus para que Edinho aguarde o julgamento em liberdade. Ele está preso desde junho deste ano sob a acusação de envolvimento com o tráfico de drogas. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

O pedido de HC de Edinho foi impetrado no final de novembro no STF, depois de já terem falhado todas as tentaivas do ex-goleiro de conseguir o benefício no Superior Tribunal de Justiça.

A defesa de Edinho ressaltou que a prisão antes da condenação só pode ser determinada quando sua necessidade for comprovada. No caso do ex-goleiro, ela não seria necessária. A defesa sustentou que ele é réu primário, possui residência fixa e tem duas filhas que dependem dele financeiramente.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 17 de dezembro de 2005, 11h43

Comentários de leitores

6 comentários

Sem contar o escândalo da FIFA que ficou por is...

Helena (Jornalista)

Sem contar o escândalo da FIFA que ficou por isso mesmo, e quem deveria responder por isso seria o Edson-pai. Nunca haverá justiça em lugar algum, enquanto ela estiver atrelada ao poder. E essa é a mais pura verdade. Não é preciso sequer jurar sobre livro algum.

Sr. Candeeiro, é necessária a "tarja" de filho ...

Helena (Jornalista)

Sr. Candeeiro, é necessária a "tarja" de filho do pelé, sim. Um cidadão que nasce com todas as possibilidades de ter uma vida digna, decente, é filho do rei do futebol, se aliar ao narcotráfico e ter concedido pelo STF um HC, justamente por ser filho do Pelé, só faltava isso não ser comentado. Ora, faça-me o favor! Advogue, mas advogue bem. De política, já basta o planalto. Att. Helena Lins

Eu só gostaria de saber do senhor ministro do S...

Helena (Jornalista)

Eu só gostaria de saber do senhor ministro do STF Cezar Peluso se, caso eu, tendo residência fixa, NÃO tendo atencedentes criminais, e prometendo reabilitação química em clínica, diga-se de passagem, caríssima, mesmo de posse da somatória (em lucro) do que os negócios escusos que levaram o filho do Pelé, sr. Edson a aumentar a fortuna da família, ilicitamente, terei o mesmo tratamento concedido pelo Supremo Tribunal Federal, ou seja HC concedido a alguém que formou e possibilitou financeiramente a formação de quadrilhas de narcotráfico. Espero que o exmo. ministro se pronuncie. A contento.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 25/12/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.