Consultor Jurídico

Fim do impasse

Volkswagen e metalúrgicos fecham acordo proposto pelo TST

Acabou a polêmica em torno do pagamento dos dias de greve dos trabalhadores da Volkswagen. A empresa vai perdoar cinco dos 17 dias úteis em que os funcionários estiveram em greve, descontar seis e permitir que os trabalhadores compensem os seis dias restantes.

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC aceitou a proposta de acordo feita pelo presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Vantuil Abdala. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (7/12). A Volks já havia aceitado o acordo. O ministro comemorou o bom desfecho da segunda maior greve da história da montadora no Brasil.

Pelo acordo, a Volks pagará na sexta-feira (9/12) os 11 dias (cinco de perdão e seis que serão compensados com trabalho) junto com a última parte da Participação nos Lucros e Resultados. A primeira parcela da PLR, de R$ 2 mil, foi paga em abril passado.

A compensação dos seis dias poderá ocorrer já nos próximos dois sábados (dias 10 e 17). A necessidade de serviço ficará a critério da empresa. Os outros quatro dias serão compensados em 2006. Foi fixada em 190 mil veículos a meta de produção necessária à concessão da participação nos lucros. De acordo com dirigentes da Volks, a meta será alcançada ainda este mês.

“Quero cumprimentar a Volks, uma empresa pela qual o povo brasileiro tem grande admiração, como também os trabalhadores, principalmente pela atuação de suas lideranças sindicais. São de lideranças deste tipo que o país necessita, capazes de reivindicar e de negociar, capazes de lutar e de ceder naquilo que é possível”, afirmou o presidente do TST.

Agora, as partes apresentarão uma petição de acordo nos autos do pedido de efeito suspensivo ajuizado pela VW. A Seção de Dissídios Coletivos do TST deverá reunir-se extraordinariamente para a homologação do acordo, após o sorteio de um relator.

ES 163.529/20




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 7 de dezembro de 2005, 20h11

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/12/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.