Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Hora de pagar

Juiz dá 24 horas para PT quitar dívida com Banco BMG

O juiz da 34ª Vara Cível de Belo Horizonte, Edson de Almeida Junior, acolheu o pedido do Banco BMG para que o PT quite a dívida de R$ 3,37 milhões, contraída em fevereiro de 2003.

Caso o partido não obedeça à ordem judicial, ficam automaticamente responsáveis pelo pagamento os três avalistas: o ex-presidente nacional do partido, José Genoíno, o ex-tesoureiro, Delúbio Soares e o empresário Marcos Valério, donos das agências SMP&B e DNA.

Depois de notificados, o partido terá 24 horas para pagar ao banco o empréstimo, cujo valor original era de R$ 2,4 milhões. Se os devedores citados não cumprirem o prazo, terão seus bens penhorados até cobrir o valor da dívida.

Tanto o PT quanto os avalistas têm 10 dias para recorrer da decisão e evitar as penhoras após a notificação. A ação do BMG foi ajuizada na terça-feira (23/8). O empréstimo venceu um dia antes. A informação é do jornal Estado de S. Paulo.

Processo 024.05.819.469-7

Revista Consultor Jurídico, 25 de agosto de 2005, 15h48

Comentários de leitores

2 comentários

Concordo plenamente com o leitor Marcos. Ademai...

Giovana Job (Advogado Autônomo - Civil)

Concordo plenamente com o leitor Marcos. Ademais para que as 24 h para pagamento ou oferta de bem a penhora tenham início é necessa´ria a citação que se dará através de precatória à São Paulo, já que a sede do partido é lá.

muito sensacionalismo para um simples e corriqu...

Marcos (Outro)

muito sensacionalismo para um simples e corriqueiro despacho de citação e pagamento em processo de execução, aliás, "o PT e avalistas terão 10 dias para recorrer?" - não seria embargar ( outro costumeiro procedimento). Alguém aí do Conjur deveria orientar melhor os jornalistas.

Comentários encerrados em 02/09/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.