Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Em bom português

Campanha pela simplificação do “juridiquês” chega a SP

A Campanha pela Simplificação da Linguagem Jurídica — o Juridiquês chega a São Paulo nesta quinta-feira (25/8), com uma palestra do professor Pasquale Cipro Neto, especialista em Língua Portuguesa. A palestra será realizada na PUC-SP.

O evento é organizado pela AMB — Associação dos Magistrados Brasileiros e aberto para estudantes de Direito e jornalistas. A intenção da AMB é modificar a cultura lingüística do Direito, para que a atuação da Justiça seja compreendida por todos.

Segundo o presidente da AMB, Rodrigo Collaço, “a simplificação da linguagem jurídica é fundamental para a aproximação dos agentes do Direito com a população. Essa campanha não pretende abolir os termos técnicos, mas evitar os exageros que impedem a compreensão por parte da sociedade em geral dos textos jurídicos”.

A palestra começa às 10 horas, no Teatro Tucarena, da Faculdade de Direito da PUC-SP. O endereço é Rua Monte Alegre, 984, Perdizes, São Paulo.

Revista Consultor Jurídico, 24 de agosto de 2005, 15h23

Comentários de leitores

2 comentários

Acredito que essa pressão toda, esta partindo d...

Sydney (Técnico de Informática)

Acredito que essa pressão toda, esta partindo da Imprensa e tb da AMB, que não está conseguindo manter um nivel adquado para os novos profissionais. Eu como leigo acho mais fácil entender os trâmites processuais e a estrutura da Justiça, do que as informações dadas por advogado e tb da imprensa, que na maioria das vezes induzem o leitor a erro, e fazem grandes esforços para esconder a noticia ou um direito, temos que evitar que a imprensa manipule a opinião pública. Se houver necessidade de facilitar a vida do cliente ou do leitor, esta deve iniciar pelos órgãos de imprensa, que na maioria das vezes forjam a noticia. A AMB deveria se preocupar com o nivel dos atuais magistrados,e com o baixo nível técnico e cultural dos novos Magistrados, e não querer dizer que é para melhor entendimento da Populaçao, quem deve estar com dificuladades são os atuais magistrados e tambem a imprensa, vou repetir sou leigo e não vejo nenhuma dificuldade em entender a cultura lingüística do Direito, O chamado e muito criticado “juridiquês”, a linguagem erudita do ambiente jurídico que deixa não a população leiga confusa, mas a imprensa e alguns operadores do direito confuso, Quem tem a obrigação de entender é o advogado, pois o cliente nem pode tratar direto com o Juiz, é com vejo essa intenção da AMB em querer reduzir o nivel de qualidade de nosso Judiciario, para acomodar os atuais magistrados, eu como leigo não me enquadro nessa colocação da AMB, ela deveria assumir que está preocupada com o nivel tecnico dos atuais, magistrados e não transferir essa falta de conheciemtno para a população, nessa eu não me enquadro. Abraços de Sidney.

A iniciativa é excelente e merece aplausos!

André Cruz de Aguiar ()

A iniciativa é excelente e merece aplausos!

Comentários encerrados em 01/09/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.