Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Modo de dizer

CBF perde ação de indenização por danos morais contra Kfouri

Por 

O jornalista Juca Kfouri ganhou mais uma briga contra a CBF — Confederação Brasileira de Futebol. O Tribunal de Justiça de São Paulo considerou que Kfouri não tem de pagar indenização por danos morais por ter se referido à CBF como a “Casa Bandida de Futebol”.

Os desembargadores da 6ª Câmara de Direito Privado rejeitaram, na quinta-feira (4/8), por unanimidade, recurso da Confederação contra sentença de primeira instância, que absolveu Kfouri.

O relator do recurso, desembargador Vito Guglielmi, considerou que são tantos os escândalos nos quais está envolvida a CBF que o fato de ser chamada de “Casa Bandida de Futebol” não seria capaz de atingir sua imagem. A CBF pode recorrer.

Apenas por conta desta referência, o jornalista se defende em cerca de uma dezena de ações movidas contra ele pela CBF e por Ricardo Teixeira, presidente da entidade.

Para a advogada Taís Gasparian, que defende Kfouri, é justamente nesse número elevado de processos “que se sente a pressão que é feita contra jornalistas na esfera judicial”.

Apelação Cível 290562.4/0

 é chefe de redação da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 5 de agosto de 2005, 18h04

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/08/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.