Consultor Jurídico

Comentários de leitores

27 comentários

Errata: se é evrdade que sem o advogado não se ...

Francano ()

Errata: se é evrdade que sem o advogado não se faz justiça, não menos verdade que sem o servido, o advohado NADA FAZ. Q.E.D.

1.Caro observador atento: Penso que tu nem és...

Francano ()

1.Caro observador atento: Penso que tu nem és observador nem és atento. Precisas de uma inteligência mediana para ver que a greve é ilegal? Por favor, pega sua CF/88 e leias atentamente o artigo 37, VI e VII. Talvez deixes de dizer bobagens. Não te deixes deslumbrar pelas palavras de ministros e que tais, já que a fala dessa gente é sempre política, e isso tu verás com o tempo. Acreditas mesmo que o TJ descontará os 90 dias parados de 39.000 funcionários em greve? O ingênuo aqui és tu. Não consegues ver, ó observador atento, não consegues observar o absurdo e as consequências de uma atitude dessas? E nos chamas de ingênuos? 2.És mesmo um observador atento? Explica como não conseguiste observar que os servidores do judiciário não tem sindicatos? Apenas associações nos representam, caro observador (atento?). Atenta, portanto, caro atento, que são as associações que nos defenderam na malfadada ação impetrada pela OAB, de risível memória pelos seus resultados... Só rindo mesmo, caro observador, ao ver uma juíza federal ser obrigada a pedir os autos de volta e tentar CONSERTAR SEU PRÓPRIO DESPACHO! E ingênuos somos nós, servidores... Nota-se que és mesmo um muito atento observador. 3.Pobre (sic) "viúvas" do judiciário? Tua inteligência mediana é de causar pena. Além da concordância, não observaste o seguinte: São os servidores as viúvas do judiciário, meu cândido suposto advogado? Ou seria tu, que enfrentas uma justiça cada vez mais lenta, por absoluta falta de material humano, por seis anos sem a contratação de um único funcionário, pelo acúmulo de serviço que acarreta obrigatoriamente a degradação do serviço prestado à sociedade, pelos equipamentos absolutamente obsoletos com os quais os servidores trabalham, tudo isso enquanto os xeques do TJ escastelam-se nababescamente em seus domínios, pouco se lixando para ti e para nós? E depois, os ingênuos são os funcionários do judiciário... Deixa de ser panglossiano, homem! Pensa um pouco, mesmo medianamente... Pensa no tempo que esperas por um singelo recurso! 4.Talvez vejas de camarote, voltarmos aos postos de trabalho. Mas não terás motivo para júbilo, como verás, por medianamente inteligente que sejas. Se vaia houver, o povo, e tu mesmo, estarão vaiando seus próprios interesses, se é que tu estás interessado em uma justiça rápida e eficiente. Só para parodiar uma citação bem ao teu gosto, advogado: se é verdade que sem advogado não se faz justiça, sem o servidor, o funcionário nada faz. Q.E.D.

Para achar que a nossa paralisação é ilegal, só...

Servidor ()

Para achar que a nossa paralisação é ilegal, só a sua inteligência, se é que tem, que é de um semovente, ou melhor, acho que é menos aínda. Acho que sua inteligência é igual a de uma porta, que só se move por que alguém abre ou fecha. Caro observador míope, você pode ficar de camarote, como sempre esteve, só que não vai assistir o que você quer e tanto deseja. Sinceramente, espero que depois de terminada a greve você não suma, continue aqui para conversarmos. Você conhece o ditado.... quem ri por último ri melhor ?. Não suma ok ? A greve está quase no fim, nós continuaremos aqui depois que acabar. Não nos deixe viu ?

BOM, ACHO QUE NAO PRECISAMOS PERDER TEMPO AQUI ...

Cruel ()

BOM, ACHO QUE NAO PRECISAMOS PERDER TEMPO AQUI COMENTANDO A FALA DO EXMO.SR. DR.MINISTRO. POR ESTA PERCEBEMOS O TIPO DE GENTE QUE ADMISTRA A JUSTIÇA NO BRASIL. DE CABO A RABO

Pelas palavras meramente de cunho político e se...

Servidor ()

Pelas palavras meramente de cunho político e sem conhecimento de causa desse ilustre senhor, podemos entender porque a justiça ou o judiciário deste país está do jeito que está, totalmente falido, desaparelhado, entregue às traças, sem a mínima condição de trabalho para os servidores, sem dinheiro para comprar lápis, caneta, clips, papel higiênico.... e salário para os servidores então nem falar, só para os magistrados (Ah, isso tem e muito). Realmente, é um absurdo, uma pessoa com o título de Ministro do Superior Tribunal de Justiça, falar isso. Que diferença se compararmos essas pessoas de hoje com Rui Barbosa, Clóvis Bevilacqua, entre outros que foram pessoas honradas, dígnas de nosso respeito, verdadeiros sábios. Olha, infelizmente só nos resta sentar e chorar. Tenho vontade de rasgar meu diploma de Bacharel em direito Nada mais a dizer.

Quero, como brasileira, servidora do judiciário...

Rose ()

Quero, como brasileira, servidora do judiciário e grevista fazer um apelo: Dr. Luiz Elias Tâmbara, cumpra o que prometeu! Conceda nosso reajuste de 26,39% (esse mesmo, o que o senhor ofereceu e nós aceitamos) imediatamente! Assim poderemos voltar a trabalhar. Só não posso garantir que o serviço seja colocado rapidamente em dia porque, por conta do desconto dos salários, não teremos que compensar os dias parados. Ou seja, vamos trabalhar 8 horas por dia (jornada de 40 horas semanais, lembram-se?) E vamos esperar, pacientemente, pelo pagamento das verbas atrasadas que temos a receber (férias vencidades desde o ano 2000, FAM, licença-prêmio, substituições e outras). E vamos continuar levando nossos computadores e comprando materiais para trabalhar. E vamos continuar esperando que sejam implementadas as reivindicações constantes da greve de 2001 (plano de cargos e salários, por exemplo). E vamos continuar almoçando com 5,00 por dia e pegando ônibus recebendo o valor de 1,15 (e não 1,70 - o preço da passagem de ônibus atualmente). Se Vossa Excelência fizer sua parte, honrando o compromisso firmado conosco, tudo vai dar certo!!

Ao que parece o Sr. Ministro Edson Vidigal, ao ...

Mauro Cesar - Assistente Judiciário (Assessor Técnico)

Ao que parece o Sr. Ministro Edson Vidigal, ao se manifestar sobre a greve dos servidores do judiciário paulista, o faz sem conhecimento de causa. Desconhece o Sr. Ministro a penúria em que se encontra a Justiça Paulista, porquanto até então, seus zelosos funcionários, para bem atender a população e trabalhar com alguma eficiência, trazem seus próprios computadores de casa, carimbos, canetas, material de higiene etc. Desconhece o Sr. Ministro, como se deram as negociações entre a cúpula do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e os representantes dos servidores. Manifesta-se sobre a ilegalidade do movimento paredista, mas sequer faz menção do direito que tem os servidores públicos ao reajuste anual de seus vencimentos, direito esse previsto na Carta Maior e de forma recorrente desrespeitado pelas autoridades constituídas. Gostaria que num país democrático como o Brasil, as autoridades públicas tivessem maior compromisso com a verdade dos fatos, antes de se manifestarem publicamente. Realmente é lamentável.

Comentar

Comentários encerrados em 21/09/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.