Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Audiência de conciliação

TST julga nesta quinta dissídio coletivo do Banco do Brasil e da Caixa

Os dissídios coletivos ajuizados pela Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito (Contec) contra o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal serão julgados, nesta quinta-feira (21/10), pela Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC) do Tribunal Superior do Trabalho. O relator dos dois processos é o ministro Antônio de Barros Levenhagen.

Na quarta-feira da semana passada, o presidente do TST, ministro Vantuil Abdala, fez audiências de conciliação entre as partes, sem ter conseguido chegar a um acordo.

Segundo o TST, na ocasião, o BB e a CEF não aceitaram a proposta de pagamento de abono de R$ 1 mil, junto com o salário do mês. Isso além da compensação dos dias parados, a manutenção de todas as condições e índices de reajuste anteriormente negociados pelas partes.

A tentativa de conciliação é a primeira etapa do processo de dissídio coletivo. Como permaneceu o impasse, os dissídios seguiram para julgamento pela SDC. O processo do Banco do Brasil é o primeiro da pauta.

A sessão de julgamento será transmitida ao vivo pela TV Justiça e pela NBR da Radiobrás. A TV Justiça pode ser sintonizada pelos assinantes da Sky (canal 29) e DirecTV (canal 209). Os assinantes da Net também recebem a transmissão. É possível saber o canal da TV Justiça em cada Estado acessando o site www.tvjustica.gov.br e, em seguida, selecionando a opção “Canais nos Estados”, no menu à esquerda. Para quem tem antena parabólica, a NBR pode ser sintonizada nas freqüências 4.030MHz (Banda C)/ 1.120 MHz (Banda L), polarização vertical, Brasilsat B1.

Revista Consultor Jurídico, 21 de outubro de 2004, 16h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/10/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.