Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Boca na botija

Juiz manda prender 37 pessoas por compra de votos em MT

A polícia de Santa Carmem, Mato Grosso, já prendeu 37 pessoas em flagrante, entre elas um vereador eleito e dois coordenadores de campanha, acusadas de envolvimento em esquema de compra de votos. A prisão foi determinada pelo juiz da 22ª Zona Eleitoral de Sinop, Clóvis Mário Teixeira Mello. Cabe recurso.

O juiz acatou representação apresentada pelo candidato a prefeito derrotado, Antonio Alves Ferreira, o “Maroca” (PMDB). A denúncia foi formulada contra o candidato eleito, Rudimar Nunes Camasola, do PSDB e reforçada pelo Ministério Público.

Após a denúncia foi determinada busca, apreensão e prisão de possíveis envolvidos, na última segunda-feira (4/10). Foram encontrados, além de eleitores em fila que recebiam R$ 20 como forma de pagamento, uma lista com nome de outros 121 eleitores. Cerca de R$ 1.300 também foi apreendido, de acordo com o TRE-MT.

Rudimar Nunes Camasola foi eleito com 1.182. O “Maroca” teve 1.149 votos. A diferença entre os dois foi de 33 votos.

Revista Consultor Jurídico, 5 de outubro de 2004, 17h14

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/10/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.