Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Punição neles

PGR é a favor de exoneração de servidor que participar de greve

O Decreto do governador de Alagoas, Ronaldo Lessa (PSB), que fixa regras e sanções administrativas para servidores em greve é legal. A opinião é do procurador-geral da República, Claudio Fonteles.

Em parecer enviado ao Supremo Tribunal Federal, ele afirma que é improcedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pela Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) contra o artigo 1º parágrafo único do Decreto 1.807/04.

A norma determina a exoneração, após processo administrativo, de servidor em estágio probatório que participe de movimento de greve.

De acordo com a Cobrapol, o decreto “prevê a exoneração de servidor sem a observância dos princípios do contraditório e da ampla defesa”. Alega, também, que o dispositivo impede o livre exercício do direito de greve pelos servidores públicos em estágio probatório, o que afrontaria direito constitucional (artigo 37, inciso VII).

Segundo Fonteles, o decreto deixa claro que a punição disciplinar só será aplicada ao servidor após “comprovada sua participação mediante processo administrativo próprio”, o que desmonta o argumento da Cobrapol quanto ao desrespeito ao contraditório e à ampla defesa.

O procurador-geral afirma, também, que o decreto editado pelo governador está no âmbito de sua competência como chefe do Poder Executivo.

O Supremo já determinou que o direito de greve de servidores público “carece de fundamentação legal” até que seja editada a lei específica para regulá-lo, conforme determina a Constituição. O parecer de Fonteles será apreciado pelo ministro do STF Carlos Velloso, segundo a PGR.

ADI 3.235

Revista Consultor Jurídico, 1 de outubro de 2004, 11h03

Comentários de leitores

4 comentários

Decepcionante, essa forma de tentar melhorar a ...

Wladymir Lima ()

Decepcionante, essa forma de tentar melhorar a governabilidade, afrontando e coagindo os servidores a abdicarem de seus direitos. Meu medo é ainda pior, pois o Lessa é até um cara sensato. Em Alagoas, estado com tradição de governos descomprometidos com o povo, esse instrumento é um perigo para o funcionamento do estado. Pena que até o MP feche os olhos para isso.

Esse governador de Alagoas só podia ser do part...

Homem Trabalhador ()

Esse governador de Alagoas só podia ser do partido que é para editar tamanho absurdo. Políticos que se elegem gritando que irão fazer tudo pela DEMOCRACIA e depois que ganham as eleições implantam a DITADUUURA! Pau nele!

Interessante como o Senhor Procurador da Repúbl...

Ubirajara Garcia Ferreira Tamarindo ()

Interessante como o Senhor Procurador da República está sempre à disposição daqueles que continuam a ignorar e descumprir os ditames da "Magna Carta".

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 09/10/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.