Consultor Jurídico

Comentários de leitores

34 comentários

O número de comentários e os ânimos demonstrado...

Daniel Fraga Mathias Netto (Advogado Autônomo)

O número de comentários e os ânimos demonstrados em razão de uma decisão judicial bem revelam o modo temerário como alguns agentes do Estado costumam agir. Mesmo que suas pretensões não encontrem qualquer amparo legal, lançam na imprensa, movimentando toda a turba pela ansiedade e sanha canibalista. E ainda posam como defensores da moralidade. Hitler também agia assim. Ainda bem que possuimos Juízes independentes, que decidem isentos de pressões casuísticas e manipuladas, assegurando aos cidadãos, quaisquer que sejam, a justa aplicação da Lei.

Esse Allan Alves da Silva além de um bobalhão, ...

Renê Lopes (Estudante de Direito)

Esse Allan Alves da Silva além de um bobalhão, por denegrir a imagem do Brasil, coisa de brasileiro burro que vai pra outro país, principalmente os EUA, e se acha o verdadeiro cidadão americano, e que deve estar vivendo clandestinamente lá, trabalhando 10-12 horas por dia feito um burro de carga sendo humilhado por aqueles trastes daqueles norte-americanos, é um tremendo dum analfabeto, que escreve a palavra LONGE com "j", fora os erros de concordância. É um completo medíocre. Continue nos EUA, seu animal, trabalhando feito um.

NÃO TENHO ELEMENTOS PARA DIZER SE A DECISÃO DA ...

Claudio Silva Duarte (Advogado Autônomo - Civil)

NÃO TENHO ELEMENTOS PARA DIZER SE A DECISÃO DA MMª JUÍZA ESTÁ CERTA, OU NÃO. O QUE NÃO POSSO, TODAVIA, É OFENDÊ-LA GRATUITAMENTE POR SUA POSIÇÃO A RESPEITO DA MATÉRIA.VIVEMOS NUMA DEMOCRACIA E OPINIÕES CONTRÁRIAS DEVEM SER RESPEITADAS. COMENTÁRIOS OFENSIVOS DEVERIAM SER EXCLUÍDOS IMEDIATAMENTE.

Olha aí seu Allan Alves da Silva. Tá se achand...

Bruno C.F. ()

Olha aí seu Allan Alves da Silva. Tá se achando o quê? Melhor que nós que aqui vivemos? Você mora aí nesse país de bosta, com um povo ignorante que nem sabe onde fica a America do Sul. Não se preocupe em dizer que tua origem é brasileira. Já fui várias vezes aí e a corrupção, posso te garantir que é a mesma daqui. Você não deve perceber isso, afinal seguramente você é um pé de chinelo trabalhado em algum emprego braçal. Mas se tivesse dinheiro, saberia que é possível comprar privilégios aí também ,só que por um preço muito mais alto que aqui. Não perca tempo lendo notícias da terrinha aqui, vá trabalhar aí lambendo os pés dos americanos, vá, ligeirinho...

Os comentários daquele que se identifica como J...

Marcos (Outro)

Os comentários daquele que se identifica como João Praça são agressivos contra todos os integrantes do poder judiciário, juízes e promotores. Não é porque a MM juiza decidiu por não decretar a prisão preventiva do Sr. Maluf é que podemos sair "falando" que ela ou os juízes foram comprados etc. Saiba o Sr. Empresario que a decretação da prisão preventiva é uma execão, devendo basear-se nos requisitos estritos do artigo 312 do CPP. Muito embora não conheça o caso de forma detalhada, tenho, que nehum dos requisitos ali previstos restam configurados. Cuidado com os dogmas e as generalizações elas são causas de muitas injustiças aos Srs. Juizes, Promotores, delegados, policiais e demais autoridades que ainda arriscam a vida para que em algum dia podemos dizer "SOMOS BRASILEIROS". Por fim, tenho muito orgulho de ser brasileiro e acredito no meu país, por isso é que, apesar das adversidades, continuo aqui lutando e fazendo a minha parte para a melhora das condições de vida dos nossos pares. SDS, MCL

A juíza do caso Maluf "julgou conforme o que di...

Joao Praca ()

A juíza do caso Maluf "julgou conforme o que diz a lei", ou seja, recusou a sua prisão. Por que não aplicam também essa mesma lei para relaxar a prisão de um pobre coitado que rouba apenas um litro de leite para matar a fome de seu filho ? Este passa um boa temporada na cadeia esperando um habeas corpus, ou coisa parecida, recebendo maus tratos e humilhação, sem direito de ir ao STJ, STF, embargos, e outros dispositovos jurídicos. Na verdade têm, mas como vai conseguir isso se não têm grana para pagar um bom advogado, ou então para comprar um juíz ou um ministro de Tribunal Superior ? No entanto, o senhor Maluf, com o dinheiro roubado de nós, paga milhões aos seus advogados, à juízes, policiais, delegados, políticos, conseguindo, assim, a sua liberdade. Todos os que escreveram aqui defendendo esse modelo que esta aí na verdade também tiram proveito dele ! São canalhas que nem o Maluf !

ja nao moro no brasil a muito tempo, e q...

Allan Alves da Silva (Outros)

ja nao moro no brasil a muito tempo, e quando vejo estes casos de prioridade aus mais ricos prefiro continuar aqui:longe de minha terra natal do meu povo minha gente:e observa de lonje onde isso vai, q tenho a resposta: em lugar nenhum: a final e umdos homens mais rico do brasil : e com dinheiro ce conpra tudo neste pais : nao quero penssar muito nestes casos nao , porque quando me perguntam aqui nos estados unidos qual minha origem : e dificil para responde : feser : uque..................."""""

Comentários de baixo nível. A decisão da juíza ...

Paulo E. Gomes ()

Comentários de baixo nível. A decisão da juíza é perfeitamente normal e o controle externo do judiciário não se destina a questionar decisões judiciais. A prisão de Maluf seria um marco simbólico mas o importante agora é mantê-lo sob pressão até o fim de seus dias e ir atrás dos bens que tenham derivado de atos ilícitos. Corrupção no Brasil existe desde o Descobrimento. Em São Paulo, outros ex-governadores também enfiaram o pé na jaca e devem estar enciumados com essa "fama" alcançada pelo Paulo Maluf.

Com a decisão da juíza, ratifico mais ainda a ...

Wagner Pinheiro de Barros (Oficial do Exército)

Com a decisão da juíza, ratifico mais ainda a minha posição a respeito do controle externo do judiciário. Pena que existe a estabilidade para o funcionalismo federal. Se todos os juízes que tomassem decisões que de maneira geral beneficiassem os desonestos tivessem seu sigilo telefônico e bancário quebrados poderíamos ter a certeza se são ou não honestos. Só falta agora confiar em DEUS.

Com a decisão da juíza, ratifico mais ainda a ...

Wagner Pinheiro de Barros (Oficial do Exército)

Com a decisão da juíza, ratifico mais ainda a minha posição a respeito do controle externo do judiciário. Pena que existe a estabilidade para o funcionalismo federal. Se todos os juízes que tomassem decisões que de maneira geral beneficiassem os desonestos tivessem seu sigilo telefônico e bancário quebrados poderíamos ter a certeza se são ou não honestos. Só falta agora confiar em DEUS.

Não é novidade ocorrer a desigualdade jurídica ...

Daniel Costa ()

Não é novidade ocorrer a desigualdade jurídica em favor dos mais poderosos. A juíza não tem ética, profissionalismo e resume-se em um partidarismo absoluto. Enquanto milhões de dólares são desviados do país ( culpa do estado que cobra tributos elevados em qualquer segmento social ) nós brasileiros assistimos a tudo isto com naturalidade, pois o Brasil é sinônimo de corrupção política, desigualdades sociais e profissionais desqualificados e pós graduados na incompetência, encontrados na saúde pública, na educação e por fim no legislativo.

Por causa de pessoas como você, Silvia Maria Ro...

Marcelo ()

Por causa de pessoas como você, Silvia Maria Rocha, que esse país não vai pra frente, sua corrupta! Ganhou quanto $$$ pra não mandar prender o salafrário do Maluf?? Filha da puta!! Todo mundo ladrão nesse país de merda!! Tudo farinha do mesmo saco!!

É uma vergonha uma decisão dessa. É por isso qu...

Bruno ()

É uma vergonha uma decisão dessa. É por isso que sou a favor do controle externo do judiciário. esses magistrados fazem o que querem em bem entendem. Parecem Deuses e se consideram acima de tudo e de todos. Qual será o interesse em uma decisão dessa natureza??? É oque gostaríamos de saber.

Pelo menos esta magistrada parece que ter senso...

Cláudio Lacerda ()

Pelo menos esta magistrada parece que ter senso, o que falta ao açodados membros do Ministério Público que via de regra metem os pés pelas mãos e cometem erros técnicos que terminam sempre com a abolvição final do réu. Quem sabe esta juíza não livrou os cofres públicos de, ao invés de vermos os cofres restituídos do monate supostamente desviado, ainda indenizarem o querelado pelo valor da ação, caso decretasse sua prisão, provada improcendente.

"lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e e...

Bruna ()

"lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e evasão de divisas"........isso não é razão para o senhor ex-prefeito ser preso..... Que vergonha.....eu é que deveria ser presa, né!? Se fosse uma pessoa 'comum' todos já sabem qual seria seu destino

Este país, infelizmente não tem mais jeito. Juí...

José Roberto de Campos ()

Este país, infelizmente não tem mais jeito. Juíza da 2ª Vara Criminal Federal de São Paulo, não acatou a solicitação do MP para a prisão do Sr.Maluf. Será que a Juíza não sabe que ele solto irá influenciar e muito no processo que corre contra ele. Por esta e mais aquelas é que a população não mais acredita na Justiça deste país. E ainda querem calar o Ministério Público. Pode. Se isto acontecer aí sim se acabou a democracia brasileira. Vamos nos unir, um povo unido é invencível. Temos que criar mecanismos externos para vigiar a nossa Justiça que considero falida. E quem deve vigiar é a população.

Este país, infelizmente não tem mais jeito. Juí...

José Roberto de Campos ()

Este país, infelizmente não tem mais jeito. Juíza da 2ª Vara Criminal Federal de São Paulo, não acatou a solicitação do MP para a prisão do Sr.Maluf. Será que a Juíza não sabe que ele solto irá influenciar e muito no processo que corre contra ele. Por esta e mais aquelas é que a população não mais acredita na Justiça deste país. E ainda querem calar o Ministério Público. Pode. Se isto acontecer aí sim se acabou a democracia brasileira. Vamos nos unir, um povo unido é invencível. Temos que criar mecanismos externos para vigiar a nossa Justiça que considero falida. E quem deve vigiar é a população.

Este país, infelizmente não tem mais jeito. Juí...

José Roberto de Campos ()

Este país, infelizmente não tem mais jeito. Juíza da 2ª Vara Criminal Federal de São Paulo, não acatou a solicitação do MP para a prisão do Sr.Maluf. Será que a Juíza não sabe que ele solto irá influenciar e muito no processo que corre contra ele. Por esta e mais aquelas é que a população não mais acredita na Justiça deste país. E ainda querem calar o Ministério Público. Pode. Se isto acontecer aí sim se acabou a democracia brasileira. Vamos nos unir, um povo unido é invencível. Temos que criar mecanismos externos para vigiar a nossa Justiça que considero falida. E quem deve vigiar é a população.

Este país, infelizmente não tem mais jeito. Juí...

José Roberto de Campos ()

Este país, infelizmente não tem mais jeito. Juíza da 2ª Vara Criminal Federal de São Paulo, não acatou a solicitação do MP para a prisão do Sr.Maluf. Será que a Juíza não sabe que ele solto irá influenciar e muito no processo que corre contra ele. Por esta e mais aquelas é que a população não mais acredita na Justiça deste país. E ainda querem calar o Ministério Público. Pode. Se isto acontecer aí sim se acabou a democracia brasileira. Vamos nos unir, um povo unido é invencível. Temos que criar mecanismos externos para vigiar a nossa Justiça que considero falida. E quem deve vigiar é a população.

Este país, infelizmente não tem mais jeito. Juí...

José Roberto de Campos ()

Este país, infelizmente não tem mais jeito. Juíza da 2ª Vara Criminal Federal de São Paulo, não acatou a solicitação do MP para a prisão do Sr.Maluf. Será que a Juíza não sabe que ele solto irá influenciar e muito no processo que corre contra ele. Por esta e mais aquelas é que a população não mais acredita na Justiça deste país. E ainda querem calar o Ministério Público. Pode. Se isto acontecer aí sim se acabou a democracia brasileira. Vamos nos unir, um povo unido é invencível. Temos que criar mecanismos externos para vigiar a nossa Justiça que considero falida. E quem deve vigiar é a população.

Comentar

Comentários encerrados em 8/12/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.