Consultor Jurídico

Comentários de leitores

28 comentários

Excelente texto. Excelente inicial. Plenamente...

Teresa Cristina Blanco Bello (Advogado Autônomo - Empresarial)

Excelente texto. Excelente inicial. Plenamente configurada a infração contratual da seguradora e conseqüente responsabilidade, assim como o descumprimento da obrigação de guarda do automóvel pela Distribuidora de Veículos, inclusive por danos morais. Comportamento absolutamente inadequado da seguradora frente ao Código do Consumidor, ao não declarar a causa da sua decisão de não indenizar. Diante do exposto na inicial, espero a condenação das rés nos termos do pedido.

Realmente surpreendente que hoje ainda aconteça...

Marcus D. G. Freire ()

Realmente surpreendente que hoje ainda aconteçam fatos desta natureza. Acredito que vá ser uma experiencia boa para o Andre, que nunca mais deverá procurar seguradoras de .... 5ª categoria, tipo esta "PORTO SEGURO" Agora , o que não é admissivel é que uma SUSEP autorize a existencia de seguradoras deste nivel-PARA RECEBER ÓTIMO,PARA RESSARCIR SINISTRO .......NEM PENSAR. Mas outra coisa boa nos dias de hoje, é que na INTERNET ninguem manda e ASSIM , podemos saber QUEM É CONFIAVEL E QUEM NÃO É. Eu já fiz a minha parte ,divulgando para mais de 200 INTERNAUTAS , quem não deverá procurar quando necessitarem contratar um seguro: -COM A "PORTO SEGURO" NÃO- NEM SEGURO DE CARRINHO DE FEIRA............. Acredito que assim possamos começar a sanear o mercado , já que as autoridades nada fazem. Que saias vitorioso, é o meu desejo Marcus Freire

A atitude da Seguradora e da oficina, sai da es...

Iran Viana Carvalho ()

A atitude da Seguradora e da oficina, sai da esfera judicial para entrar na policial. Trata-se de furto qualificado com agravantes, sem considerar que são depositários infiéis. Acredito na condenação das "empresas", pelo pouco caso demonstrado no caso em tela, e, que o valor a pagar seja o suficiente para desestimular tais atitudes. Seria sábio as empresas procurarem o Sr. Andre e tentar resolver extrajudicialmente, pois o prrejuízo para todos seria menor. Tais casos seria solucionável facilmente, se a SUSEP fosse atuante. Infelizmente o lesado não é a Seguradora. Atenciosamente, Iran Viana Carvalho Advogado

É um absurdo que a Chevrolet Rumo Norte e a Por...

Guilherme Neto ()

É um absurdo que a Chevrolet Rumo Norte e a Porto Seguro não sejam severamente punidas por tal infração. Se a seguradora e a concessionária autorizada não são confiáveis e nem podem ser responsabilizadas pelos danos ao carro, elas perdem sua função na sociedade.

isso é uma agressão ao Sr. André. estou assusta...

Lúcio Mauro Bovo ()

isso é uma agressão ao Sr. André. estou assustado com a postura da seguradora.

Sou extremamente a favor de se lutar por nossos...

Adriane Pires ()

Sou extremamente a favor de se lutar por nossos direitos. Principalmente num país como o nosso, que se não colocarmos a boca no mundo nada acontece. A maioria das seguradoras só pensam em faturar. É um absurdo a Porto Seguro não querer indenizar esse cidadão e cliente.

E' incrivel como a mafia ainda existe no setor ...

Maria Flynn ()

E' incrivel como a mafia ainda existe no setor de seguradoras e oficina de carros. Acho otimo o Andre ter entrado com uma acao contra a seguradora para o consumidor saber da verdade. Esse e' um dever de 1 cidadao para ser exercido! As pessoas nao querem ter o trabalho ou tempo para entrar com uma acao desta, mas infelizmente, tudo que da' trabalho tem la as suas recompensas. Andre esta "abrindo o olho" de muita gente que pensa que as seguradoras estao do lado do segurado numa hora dessas. E' triste ver que nao, principalmente qdo se paga para ser "protegido".Se todo mundo que tivesse o mesmo problema abrisse a boca no trombone, e punicoes da justica existisse, isso nao aconteceria. Andre, voce vai VENCER e espero que isso sirva de exemplo para as seguradoras serem "um pouquinho" mais honestas.

Indignação e revolta. Estes são os sentimentos ...

Fernanda Orsi ()

Indignação e revolta. Estes são os sentimentos que despertam ao ler tamanho absurdo acorrido com o André, pessoa integra e idônea . Espero realmente que a oficina em questão e a Porto Seguros sejam punidadas de forma exemplar para que absurdos como esse não mais ocorram. Creio que as punições já começaram. Sou segurada da Porto seguro e não renovarei mais minha apólice. Também já recomendei aos meu círculo de amizades que também não o renove.

Indignação e revolta. Estes são os sentimentos ...

Fernanda Orsi ()

Indignação e revolta. Estes são os sentimentos que despertam ao ler tamanho absurdo acorrido com o André, pessoa integra e idônea. Espero realmente que a oficina e a P

Luiz Alceu Amoroso Lima (Advogado, Coordenador ...

Luiz Alceu Amoroso Lima ()

Luiz Alceu Amoroso Lima (Advogado, Coordenador Universidade Candido Mendes) Rio de Janeiro, RJ -25/11/04 É impressionante o descaso e a falta de consideração tanto da Seguradora quanto da Concessionária com seus clientes. Paga-se um seguro altissimo e na hora de exercermos nossos direitos acontece uma coisa dessas. Acho que o segurado deve ir em frente e não desistir nunca mesmo se sua ação for parar em Brasilia. Isto já virou uma máfia e certamente ambas seguradora e concessionária devem estar macomunadas inclusive porque não é a primeira vez que casos como este acontecem. Vá fundo Sr. André, não desista.

Luiz Alceu Amoroso Lima (Advogado, Coordenador ...

Luiz Alceu Amoroso Lima ()

Luiz Alceu Amoroso Lima (Advogado, Coordenador Universidade Candido Mendes) Rio de Janeiro, RJ -25/11/04 É impressionante o descaso e a falta de consideração tanto da Seguradora quanto da Concessionária com seus clientes. Paga-se um seguro altissimo e na hora de exercermos nossos direitos acontece uma coisa dessas. Acho que o segurado deve ir em frente e não desistir nunca mesmo se sua ação for parar em Brasilia. Isto já virou uma máfia e certamente ambas seguradora e concessionária devem estar macomunadas inclusive porque não é a primeira vez que casos como este acontecem. Vá fundo Sr. André, não desista.

Enquanto não ocorrer a condenação exemplar de e...

Gustavo ()

Enquanto não ocorrer a condenação exemplar de empresas e pessoas que hajem de má fé, isto quer dizer, com multas que realmente as façam "sentir" e se arrepender do que fizeram, esse tipo de atitude continuará se repetindo.

Enquanto não houverem punições exemplares em no...

Gustavo ()

Enquanto não houverem punições exemplares em nosso país essas coisas continuaram acontecendo e passarão a fazer cada vez mais parte da realidade da população brasileira

Esse tipo de situação é cada vez mais comum e a...

Celso Cardoso ()

Esse tipo de situação é cada vez mais comum e as grandes seguradoras e concessionárias já possuem todo o discurso e processo prontos para lidar e atrasar(ou impedir) a resolução desses casos absurdos.

Prezados Senhores, Li a reportagem acima e ...

Eutimio Moreira Borges junior ()

Prezados Senhores, Li a reportagem acima e fiquei chocado. Não sabia que era possível tendo como base o Código Defesa do Consumidor quebrar um contrato sem ao menos indicar a causa da quebra do mesmo. (“Irregularidades” me parece meio vago ) Li também os comentários da reportagem alegando que o advogado não falou dos possíveis motivos que levaram a empresa em questão a rescindir o contrato. Creio que quem deveria indicar esse fato era a empresa em questão, assegurando o direito básico do Sr. André de saber os motivos, indicando inclusive que cláusulas do contrato foram quebradas. O que aconteceria se o Sr. André não possuísse recursos para contratar um advogado? Será que os poderosos sempre serão vitoriosos? Acho que o comentário da advogada Paula Ozório foi preciso: “primeiro, negar a devida reparação para depois, caso necessário, só falar em juízo”. Um absurdo completo.

Fatos assim faz com que perdemos totalmente a c...

Vanessa Almeida ()

Fatos assim faz com que perdemos totalmente a credibilidade nesta empresa " Porto Seguro".

Qdo escolhemos uma seguradora dentre tantas é q...

Ricardo Garrido ()

Qdo escolhemos uma seguradora dentre tantas é qorque acreditamos ter encontrado aquela que de fato podemos confiar, seja por sua história de confiabilidade no mercado ou pelo elo com o corretor. Que razões teria a Porto em negar o reembolso pelos danos causados ao carro do seu segurado, SR. André ? Pelo que a inicial apresenta o Sr. André sofreu um acidente, enviou o carro para oficina, indicada pela Porto e depois de aproximadamente 45 dias a Porto negou o direito ao seguro alegando simplesmente irregularidades que não foram sequer descritas. O que pergunto é, baseado em que fato a PORTo alega irregularidades, que irregularidades são essas ? Pelo visto o cidadão está a mercê dos critérios da seguradora , que alega o q bem entende e fica por isso mesmo. Qdo o Sr Andre foi retirar o carro, descobriu estar o veículo sem peças e partes. Vulgarmente , depenado! A imprensa anuncia regularmente inúmeras quadrilhas envolvendo peças de automóveis. Me parece que o Sr. André é mais uma vítima desse tipo de crime. O que me espanta é a a Porto não ter resolvido o caso do segurado. Minha opinião é que se o Sr. André até prova o contrário tem direito ao seu carro totalmente consertado ou caso isso não seja possível, o dinheiro referente ao valor do veículo. Por todo esse constragimento caso nada venha a ser provado contra o Sr. André, o mesmo deverá ser ressarcido também por danos morais. Espero que a Porto analise melhor este caso, pois acredito que a mesma possa ter se descuidado de algum detalhe. Afinal uma empresa do nível da Porto Seguro não iria se sujar a toa.

Com certeza nunca farei um seguro na Porto Segu...

Andre Cavalcanti Stockler Macintyre ()

Com certeza nunca farei um seguro na Porto Seguro.

Infelizmente, entre as seguradoras, a regra par...

Paula Cristina Monterio Ozório (Advogado Assalariado)

Infelizmente, entre as seguradoras, a regra parece ser: " primeiro, negar a devida reparação para depois, caso necessário,só falar em juízo." Caso sejam comprovados os fatos narrados na Inicial, a seguradora e a concessionária terão mesmo muito que falar em Juízo. Espero que a justiça seja feita nesta caso.

Não se trata de defender a seguradora. Quero cr...

Laor da Conceição ()

Não se trata de defender a seguradora. Quero crer que, de fato, o segurado saiba porque a Porto lhe negou a indenização. Aliás, salvo engano meu, ele não reclamou disto, apenas foi lá para retirar o que sobrou do seu veículo e, aí sim, se indignou porque teria havido o furto de várias peças, pelo que nem a seguradora e nem a oficina quiseram ou querem responder. É possível, por exemplo, que a Porto tenha apurado que o segurado estivesse participando de um racha, ou que estivesse embriagado, etc. Nestes casos, realmente, me parece que a indenização deveria ser negada. Porém, ainda assim, entendo que o correto seria devolver o carro exatamente do jeito que entrou na oficina.

Comentar

Comentários encerrados em 28/11/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.