Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ele quer ficar

Colombiano preso recorre ao STF para permanecer no Brasil

O colombiano Luis Fernando Ramos Rojas quer a revogação da portaria ministerial que determinou sua expulsão do Brasil. Ele entrou com uma Petição no Supremo Tribunal Federal. Rojas está preso desde março de 1999, no Paraná, por tráfico e associação para o tráfico de entorpecentes (artigos 12 e 14 da Lei 6.368/76).

Rojas afirma que quer cumprir a pena no Brasil, e que tem residência fixa em Curitiba, no Paraná onde mora com a mulher e filhos, que estudam em rede pública de ensino. Ele pede que o STF faça valer o princípio geral dos direitos e garantias individuais estabelecidos no artigo 5º da Constituição Federal, sobretudo o direito à liberdade e à igualdade.

Segundo a ação, Rojas foi condenado a dez anos e seis meses de reclusão em regime fechado, mas foi beneficiado com decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região que lhe concedeu progressão de regime relativo ao crime de associação para a prática de narcotráfico.

Em agosto de 2000, o ministro da Justiça assinou a portaria de expulsão do país, a pedido do Ministério Público Federal, ficando a medida condicionada ao cumprimento da pena no Brasil ou à liberação pelo Poder Judiciário.

A defesa de Rojas alega a portaria que determinou sua expulsão é ilegal. Alega, ainda, que essa determinação somente poderia ser feita pelo presidente da República, de acordo com o artigo 66 do Estatuto do Estrangeiro.

PET 3.277

Revista Consultor Jurídico, 19 de novembro de 2004, 20h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/11/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.