Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime organizado

Justiça do Uruguai autoriza extradição de Arcanjo para o Brasil

A Justiça do Uruguai autorizou a extradição do ex-policial e empresário João Arcanjo Ribeiro, “o Comendador”, para o Brasil. A defesa de Arcanjo vai recorrer. Ele é acusado de chefiar o crime organizado em Mato Grosso e está preso no Uruguai. A informação foi publicada no portal Terra.

A decisão para extraditar Arcanjo foi assinada, esta semana, pelos integrantes do Tribunal de Apelações do Uruguai. A defesa anunciou que vai apresentar um recurso de cassação à Suprema Corte de Justiça. Este é o último recurso antes da extradição e pode demorar vários meses até ser julgado.

O Tribunal de Apelações do Uruguai negou o pedido de extradição para o Brasil da mulher do comendador, Silvia Chirata Arcanjo Ribeiro.

A prisão de Arcanjo foi decretada pelo juiz federal Julier Sebastião da Silva, da 1ª Vara Federal de Mato Grosso. Arcanjo está preso desde 2003.

Revista Consultor Jurídico, 18 de novembro de 2004, 19h38

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/11/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.