Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova fronteira

Tozzini firma parceria com maior escritório de Portugal

Um dos maiores escritórios de advocacia do Brasil, o Tozzini, Freire, Teixeira e Silva Advogados e o maior escritório de Portugal, o A.M. Pereire, Sáragga Leal, Oliveira Martins, Júdice e Associados, acabam de firmam parceria para ampliar o mercado em que atuam. Com isso, o escritório brasileiro poderá atuar não somente no mercado europeu, mas também em mercados considerados emergentes como Angola e Macau.

Esses dois países despontam como altamente promissores. No ano passado, Angola realizou a primeira reforma profunda em seu sistema legal, para relançar a economia nacional, modernizar o setor industrial e reconstruir as principais infra-estruturas de apoio à atividade empresarial privada. Isso viabilizou a abertura da economia angolana ao investimento privado, nacional e estrangeiro.

Já Macau é a “porta de entrada” para o mercado asiático, ocupando, assim, papel geográfico estratégico. Além disso, as missões de negócios organizadas pelo Governo brasileiro têm despertado o maior interesse do empresariado pelas diversas oportunidades existentes em mercados externos.

“A parceria com o escritório português A.M. Pereira, Sáragga Leal, Oliveira Martins, Júdice e Associados, além de aumentar a presença internacional do nosso escritório, busca, principalmente, viabilizar as oportunidades de negócios para os nossos clientes nesses mercados emergentes”, afirma José Luis de Salles Freire, um dos sócios-fundadores do Tozzini, Freire, Teixeira e Silva Advogados. “Além disso, a parceria permitirá maior proximidade a empresas portuguesas, facilitando o acesso delas ao mercado brasileiro”, completa Freire.

Revista Consultor Jurídico, 16 de novembro de 2004, 19h12

Comentários de leitores

2 comentários

O estatuto da OAB não proibe a publicidade, des...

Gustavo A. M. ()

O estatuto da OAB não proibe a publicidade, desde que seja moderada. Att.

Esta matéria é deveras pertinente, já que seu c...

Ronaldo dos Santos Costa (Advogado Sócio de Escritório)

Esta matéria é deveras pertinente, já que seu cunho meramente "informativo" muito interessa aos leitores deste site!!!!!!! Perguntar não ofende: o Estatuto da Advocacia não proíbe a publicidade?

Comentários encerrados em 24/11/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.