Consultor Jurídico

Comentários de leitores

20 comentários

reconheço que o colendo tribunal, foi feliz em ...

Venceslau Silveira de Souza (Investigador)

reconheço que o colendo tribunal, foi feliz em sua decisão, pois de tal sorte, sou funcionário público, e bacharel em direito há três anos, e sem nenhuma experiência como advogado. No mais das vezes, eu e tantos outros funcionários públicos e bacharéis, somos tolhidos de exercer certos cargos, por exigirem tal maturidade jurídica comprovada. Mas analisando o caso em voga, entendo que não há necessidade do citado retro, e sim o interregno de tempo que liga a colação de grau à inscrição no concurso.

Paulo César Bem suscintamente, mas como você...

Ze ninguem (Vendedor)

Paulo César Bem suscintamente, mas como você atua na advocacia, com certeza vai compreender. Existem aqueles que lidam com questões privadas - os advogados - e aqueles que apreciam relações que envolvam a sociedade como um todo - neste caso, como exemplo, mas não excluindo outros, os membros do MP. Eu tenho um espírito mais voltado para o segundo (e não estou dizendo que um é melhor do que o outro, são apenas diferentes e complementares). Outro fator que me impede de atuar na iniciativa privada: eu não tenho gosto e nem paciência para negociar honorários com clientes. Eu quero trabalhar, não quero me preocupar como vencimentos ou se o cliente vai para pagar e quanto vai pagar. Eu só quero trabalhar. Um abraço. Arthur Naguel

Pessoal Desde que iniciei o meu curso de dir...

Ze ninguem (Vendedor)

Pessoal Desde que iniciei o meu curso de direito nunca tive a mínima intenção de exercer, por sequer um dia, a atividade de advocacia privada, pois não tenho o perfil para tal. Alimento desde o princípio o sonho de ser membro do MPF. Considero injusto o pensamento de ter que exercer uma atividade, na qual nunca desejei atuar, como pré-requisito para atuar na profissão que escolhi. Sabem o que me parece? Que qualquer um pode exercer advocacia, pois não há necessidade de um lapso de tempo legal de 2 anos entre a conclusão do curso e a prova da OAB. Logo, pela lógica, os advogados seriam dentro deste período, um perigo para o interesse de seus clientes. É o que eu penso. Um abraço a todos os comentaristas. Arthur Naguel Pergunto àqueles que consideram fun

Pessoal Desde que iniciei o meu curso de dir...

Ze ninguem (Vendedor)

Pessoal Desde que iniciei o meu curso de direito nunca tive a mínima intenção de exercer, por sequer um dia, a atividade de advocacia privada, pois não tenho o perfil para tal. Alimento desde o princípio o sonho de ser membro do MPF. Considero injusto o pensamento de ter que exercer uma atividade, na qual nunca desejei atuar, como pré-requisito para atuar na profissão que escolhi. Sabem o que me parece? Que qualquer um pode exercer advocacia, pois não há necessidade de um lapso de tempo legal de 2 anos entre a conclusão do curso e a prova da OAB. Logo, pela lógica, os advogados seriam dentro deste período, um perigo para o interesse de seus clientes. É o que eu penso. Um abraço a todos os comentaristas. Arthur Naguel Pergunto àqueles que consideram fun

Pessoal Desde que iniciei o meu curso de dir...

Ze ninguem (Vendedor)

Pessoal Desde que iniciei o meu curso de direito nunca tive a mínima intenção de exercer, por sequer um dia, a atividade de advocacia privada, pois não tenho o perfil para tal. Alimento desde o princípio o sonho de ser membro do MPF. Considero injusto o pensamento de ter que exercer uma atividade, na qual nunca desejei atuar, como pré-requisito para atuar na profissão que escolhi. Sabem o que me parece? Que qualquer um pode exercer advocacia, pois não há necessidade de um lapso de tempo legal de 2 anos entre a conclusão do curso e a prova da OAB. Logo, pela lógica, os advogados seriam dentro deste período, um perigo para o interesse de seus clientes. É o que eu penso. Um abraço a todos os comentaristas. Arthur Naguel Pergunto àqueles que consideram fun

Pessoal Desde que iniciei o meu curso de dir...

Ze ninguem (Vendedor)

Pessoal Desde que iniciei o meu curso de direito nunca tive a mínima intenção de exercer, por sequer um dia, a atividade de advocacia privada, pois não tenho o perfil para tal. Alimento desde o princípio o sonho de ser membro do MPF. Considero injusto o pensamento de ter que exercer uma atividade, na qual nunca desejei atuar, como pré-requisito para atuar na profissão que escolhi. Sabem o que me parece? Que qualquer um pode exercer advocacia, pois não há necessidade de um lapso de tempo legal de 2 anos entre a conclusão do curso e a prova da OAB. Logo, pela lógica, os advogados seriam dentro deste período, um perigo para o interesse de seus clientes. É o que eu pensao. Um abraço a todos os comentaristas. Arthur Naguel Pergunto àqueles que consideram fun

Entendo também que correto é EXIGIR-SE efetivo ...

Margareth Valero ()

Entendo também que correto é EXIGIR-SE efetivo exercício na advocacia para concursos públicos jurídicos, notadamente, inclusive, entendo que para a MAGISTRATURA no MÍNIMO dever-se-ia exigir CINCO ANOS (sem considerar tempo de estágio) eis que só o conhecimento teórico não basta.

Entendo como já fixado em comentários, que há d...

Margareth Valero ()

Entendo como já fixado em comentários, que há de ser exigido efetivo exercício como advogado para concursos da Procuradoria - Promotoria e notadamente, para a Magistratura entendo que, no MÍNIMO, pelo prazo de CINCO (5) anos (SEM CONSIDERAR PERÍODO DE ESTÁGIO); pois, data vênia, o conhecimento apenas teórico não basta.

Entendo como já fixado em comentários, que há d...

Margareth Valero ()

Entendo como já fixado em comentários, que há de ser exigido efetivo exercício como advogado para concursos da Procuradoria - Promotoria e notadamente, para a Magistratura entendo que, no MÍNIMO, pelo prazo de CINCO (5) anos (SEM CONSIDERAR PERÍODO DE ESTÁGIO); pois, data vênia, o conhecimento apenas teórico não basta.

Entendo como já fixado em comentários, que há d...

Margareth Valero ()

Entendo como já fixado em comentários, que há de ser exigido efetivo exercício como advogado para concursos da Procuradoria - Promotoria e notadamente, para a Magistratura entendo que, no MÍNIMO, pelo prazo de CINCO (5) anos (SEM CONSIDERAR PERÍODO DE ESTÁGIO); pois, data vênia, o conhecimento apenas teórico não basta.

Entendo como já fixado em comentários, que há d...

Margareth Valero ()

Entendo como já fixado em comentários, que há de ser exigido efetivo exercício como advogado para concursos da Procuradoria - Promotoria e notadamente, para a Magistratura entendo que, no MÍNIMO, pelo prazo de CINCO (5) anos (SEM CONSIDERAR PERÍODO DE ESTÁGIO); pois, data vênia, o conhecimento apenas teórico não basta.

Entendo como já fixado em comentários, que há d...

Margareth Valero ()

Entendo como já fixado em comentários, que há de ser exigido efetivo exercício como advogado para concursos da Procuradoria - Promotoria e notadamente, para a Magistratura entendo que, no MÍNIMO, pelo prazo de CINCO (5) anos (SEM CONSIDERAR PERÍODO DE ESTÁGIO); pois, data vênia, o conhecimento apenas teórico não basta.

Entendo como já fixado em comentários, que há d...

Margareth Valero ()

Entendo como já fixado em comentários, que há de ser exigido efetivo exercício como advogado para concursos da Procuradoria - Promotoria e notadamente, para a Magistratura entendo que, no MÍNIMO, pelo prazo de CINCO (5) anos (SEM CONSIDERAR PERÍODO DE ESTÁGIO); pois, data vênia, o conhecimento apenas teórico não basta.

Entendo como já fixado em comentários, que há d...

Margareth Valero ()

Entendo como já fixado em comentários, que há de ser exigido efetivo exercício como advogado para concursos da Procuradoria - Promotoria e notadamente, para a Magistratura entendo que, no MÍNIMO, pelo prazo de CINCO (5) anos (SEM CONSIDERAR PERÍODO DE ESTÁGIO); pois, data vênia, o conhecimento apenas teórico não basta.

Entendo como já fixado em comentários, que há d...

Margareth Valero ()

Entendo como já fixado em comentários, que há de ser exigido efetivo exercício como advogado para concursos da Procuradoria - Promotoria e notadamente, para a Magistratura entendo que, no MÍNIMO, pelo prazo de CINCO (5) anos (SEM CONSIDERAR PERÍODO DE ESTÁGIO); pois, data vênia, o conhecimento apenas teórico não basta.

Entendo como já fixado em comentários, que há d...

Margareth Valero ()

Entendo como já fixado em comentários, que há de ser exigido efetivo exercício como advogado para concursos da Procuradoria - Promotoria e notadamente, para a Magistratura entendo que, no MÍNIMO, pelo prazo de CINCO (5) anos (SEM CONSIDERAR PERÍODO DE ESTÁGIO); pois, data vênia, o conhecimento apenas teórico não basta.

Sendo pragmático, e no achômetro, acho que a ex...

O Martini (Outros - Civil)

Sendo pragmático, e no achômetro, acho que a experiência é tão relativa que sequer deveria ser exigida. Muitas pessoas, com loga vida profissional, só tiveram, e.g., 6 meses de experiência e longos anos de repetição, nada mais aprendendo. O que importa em concurso público é a lisura e a concorrência acirrada que oferecem oportunidade de sucesso aos de maior conhecimento formal, ou de extrema sorte...

O fator temporal não determina a maturidade de ...

Renato (Estudante de Direito)

O fator temporal não determina a maturidade de ninguém, há pessoas com mais de 30 anos que vivem como se adolescentes fossem, outras, devido às vicissitudes da vida, como a perda dos pais, parca condição financeira etc, adquirem a maturidade precocemente, apesar da pouca idade. Portanto, a premissa é falsa. E mais, quem garante que nos 5, 4,3 ou 2 anos houve o efetivo exercício da advocacia ? bastaria o concursando estar por "x" anos inscrito nos quadros da OAB, sem nunca ter exercido a profissão. O desrespeito à advocacia se dá desde os bancos da faculdade, onde professores (juízes, promotores, defensores, delegados etc) são endeusados, tidos como verdadeiros exemplos de sucesso na carreira jurídica. Parafraseando o Sunda Hufufuur, é o saber jurídico que transita em julgado. Tudo em detrimento da advocacia, o refúgio dos fracassados que não lograram êxito no concurso público. Mais uma falácia, haja vista que um bom causídico pode ganhar numa causa muito mais que um magistrado ganharia durante um ano, apenas para exemplificar.

Muito importante seria também, como pré-requisi...

Marcio de Oliveira Maia ()

Muito importante seria também, como pré-requisito, rigoroso exame psicotécnico...

Vai modificar algo em relação a quem foi aprova...

Eduardo Augusto Favila Milde (Advogado Assalariado - Empresarial)

Vai modificar algo em relação a quem foi aprovado em concurso sem ter os 2 anos?

Comentar

Comentários encerrados em 19/11/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.