Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

‘Anjo da guarda’

Juizado em Goiânia organiza projeto de auxilio a crianças de rua

O Juizado da Infância e da Juventude de Goiânia vai lançar, em fevereiro de 2005, o ‘Projeto Anjo da Guarda’, que tem como slogan ‘Criança sem teto tem direito a afeto’. Segundo o juiz da Infância e da Juventude, Maurício Porfírio Rosa, o objetivo é atender crianças e adolescentes residentes em abrigos e em situação de rua, por meio de uma modalidade de acolhimento, que busca reintegrá-las às famílias de origem ou incentivo à colocação em família substituta.

Porfírio Rosa explica que o acolhimento será feito por intermédio de apadrinhamento. São três tipos de padrinhos: o provedor, que oferece suporte material ou financeiro ao atendido, com a doação de material escolar, calçados, brinquedo ou patrocínio de cursos profissionalizantes, reforço escolar, prática esportiva ou contribuição mensal em dinheiro; o social ou afetivo, aquele que visita regularmente o atendido, buscando-o para passar fins de semana, feriados ou férias escolares em sua companhia; e o prestador de serviço, que consiste no profissional liberal que se cadastra para atender as crianças e adolescentes participantes do projeto, conforme sua especialidade de trabalho.

O projeto está aberto a pessoas físicas e jurídicas e será lançado no dia 18 de fevereiro do próximo ano, em solenidade oficial. Os parceiros terão suas logomarcas afixadas nas peças impressas do projeto e divulgadas nos endereços eletrônicos -- www.anjodaguarda.net e www.jij.go.gov.br.

Revista Consultor Jurídico, 5 de novembro de 2004, 17h34

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/11/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.