Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caso Waldomiro

Antero quer que Dirceu preste depoimento no Senado

O senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT) quer que o ministro da Casa Civil José Dirceu preste esclarecimentos no Plenário do Senado. A intenção é saber se o ministro teve acesso antecipadamente à fita divulgada pelo Jornal Nacional com conversa entre o subprocurador-geral da República José Roberto Santoro e o empresário de jogos Carlos Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Antero lembrou que no dia 23 de março o jornalista Merval Pereira publicou em sua coluna em O Globo comentário intitulado “Os pingos nos is”, com declarações de José Dirceu. Em uma delas, o ministro teria dito: “Eu quero colocar os pingos nos is nesse negócio do Ministério Público do Brasil. Não vou deixar isso barato não. O MP vem fazendo violências legais a todo momento”. Um dia antes da publicação da coluna, informou Antero, a Rede Globo recebeu a fita contendo o diálogo de Cachoeira com o procurador.

- Alguém precisa investigar o caso Waldomiro Diniz. A Polícia Federal está em greve. O Ministério Público foi posto sob suspeita pelo governo federal. O próprio governo se mostrou incapaz para apurar o caso. Só nos resta uma saída para investigar. A criação de uma comissão parlamentar de inquérito livre, soberana e independente - afirmou Antero.

Em aparte, o senador Almeida Lima (PDT-SE) disse que o governo não pode colocar o Ministério Público sob suspeição porque é o próprio governo que está sob suspeição. Já o senador Maguito Vilela (PMDB-GO) opinou que a oposição tem sido injusta com José Dirceu. Ele comentou que não existe qualquer prova que incrimine o ministro. (Agência Senado)

Revista Consultor Jurídico, 31 de março de 2004, 16h15

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/04/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.