Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Direito de resposta

Ex-delegado não consegue direito de resposta na TV Globo

O ex-delegado Pedro Luiz Mathias não conseguiu direito de resposta na TV Globo. O juiz Roberto Grassi Neto, da 1ª Vara Criminal de Santo Amaro, em São Paulo, negou o pedido do delegado. Ainda cabe recurso.

Mathias alegou que informações veiculadas pelo telejornal SPTV, de que ele era investigado pela suposta venda de carros roubados, eram inverídicas.

Ao se manifestar, a emissora alegou a impossibilidade do pedido, pois o ex-delegado não transcreveu, nos pedidos extra-judicial e judicial, a resposta pretendida. Dessa forma, seria impossível à TV Globo e ao Judiciário analisarem o teor da resposta e verificar se estariam nos limites legais previstos no artigo 34 da Lei de Imprensa.

Mas, mesmo após ser intimado para juntar ao processo a resposta que queria ver veiculada, o ex-delegado não o fez. E, por isso, teve o pedido rejeitado.

A TV Globo foi representada pelos advogados Nilson Jacob e Rodrigo de Moura Jacob, do escritório Nilson Jacob Advogados Associados.

Processo nº 844/03

Revista Consultor Jurídico, 7 de março de 2004, 10h11

Comentários de leitores

2 comentários

O direito prescreve, mas a honra é perene. A qu...

Roger (Bacharel)

O direito prescreve, mas a honra é perene. A que serve o direito, senão para defender os valores do homem? Se o tempo - através dos prazos legais - é útil na ordem do direito, é para melhor servir ao homem, não para torná-lo seu escravo. Nesse caso, os prazos devem ser observados como um meio, não como fim, para o alcance do valor maior, a justiça.

E lamentavel , mais uma vez esta imprensa esta ...

Gladyston Correa ()

E lamentavel , mais uma vez esta imprensa esta cada vez mais ridicula aõ estremo , so porque e ex- autoridade . mas tenho certeza que futuramente sera julgado pela justiça.

Comentários encerrados em 15/03/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.