Consultor Jurídico

Comentários de leitores

7 comentários

Só mais um comentário tinha um tal de Richard ...

Cristiano Candido (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

Só mais um comentário tinha um tal de Richard nessa criativa habitacional... eu vou matar o desgraçado assim q eu o encontrar... eu vou te achar seu maldito, eu vou...

Nos contratos leoninos não há necessidade de in...

Simão, Wilson (Outros)

Nos contratos leoninos não há necessidade de inúmeras clausulas para configura-lo, bastante que apenas um item não realizável para invalidar o conjunto inteiro. Um contrato desse tipo que se mostre impossível de realização, só poderia ser cobrado em juízo para corrigir a clausula Leonina (antes de reclamarem da falta de pagamento ou outra coisa...). Pelo menos, acredito eu, que assim que deveria ser visto por um bom Juiz.

O principal ponto é que, infelizmente, a cultur...

ULOF (Advogado Sócio de Escritório)

O principal ponto é que, infelizmente, a cultura do brasileiro é de procurar uma assessoria jurídica depois que o problema já existe. Tenho certeza que o custo de se consultar um advogado antes de assinar QUALQUER DOCUMENTO é muito menor que o estresse de se desfazer um negócio judicialmente. Já aqueles que não podem pagar um bom advogado, podem procurar o Procon local, ou outra entidade de defesa do consumidor.

perdi mais de mil reais por causa de uma tal de...

Cristiano Candido (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

perdi mais de mil reais por causa de uma tal de Criativa Habitacional que tinha em São Paulo. Eles desapareceram. Pode parecer pouco, mas para mim foi muito. Hoje, aconselho a TODOS que conheço a ficarem de fora das chamadas "SC"s, as sociedades ou sistemas de compra. No final não dão em nada e os responsáveis fogem com o dinheiro dos lesados. Fazer o que...

Concordo plenamente que há muita falta de ética...

Thomaz Silva (Estudante de Direito)

Concordo plenamente que há muita falta de ética e abuso da boa fé dos compradores de imóveis por parte deste gigante mercado, porém, vivemos em um país onde o abuso e a inadimplência são fatos já conhecidos por TODA a camada popular. Concluo então, que mesmo sendo de má fé o trabalho das imobiliárias, o consumidor é responsável também por tal situação pois este não zela por seus direitos contratuais e "assina onde está o X" sem prévia anáise. A maioria da população sabe criticar com maestria empresários e grandes empresas em sua generalidade, porém, no momento em que devem mostrar o quanto são éticas e sábias, acabam sendo vencidas por pequenos detalhes contratuais.

Vale ressaltar que o grande causador da inadimp...

Vicente Pedroso de Siqueira (Contabilista)

Vale ressaltar que o grande causador da inadimplencia do financiado junto ás construtoras é o fato de muita delas já aplicarem durante o período de construção os juros contratuais, que é ilegal, uma vez que é o financiado que está financiando a obra e ainda não está usufluindo do imovel, fato somente possivel após a entrega das chaves, ai sim, é permitida a cobrança de juros contratuais, mas devendo ser aplicados de forma simples, e não composta como na maioria dos casos, aplicados pela Tabela Price. Por isso o financiado não deve aceitar as impossições das construtoras, devendo sim, lembrar que ele também tem osseus direitos.

Como bem salientou o autor do texto, por sinal ...

O Martini (Outros - Civil)

Como bem salientou o autor do texto, por sinal ótimo e consistente, os consumidores lesados podem e devem movimentar o Poder Judiciário, contra a abusividade contratual, pois justiça está sendo feita, de modo geral, nesse item. O que tememos, não sem razão, é que parlamentar demagogicamente consiga lei nova instituindo os famigerados 2% de multa para os consumidores que descumprirem o contrato, e o saldo de 98% dos valores pagos, corrigidos monetariamente, serem devolvidos aos "incautos" consumidores. Óbvio que cada caso é um caso e atualmente o criterioso julgamento do juiz determina o percentual a ser devolvido, para que não haja prejuízo ou lucro indevido pelas partes. Digo famigerados 2% de multa, pois no caso de taxas de condomínio é uma fomentadora de inadimplência prejudicando os condôminos que arcam com suas obrigações e dos inadimplentes.

Comentar

Comentários encerrados em 9/03/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.