Consultor Jurídico

Notícias

Viagem sem volta

Varig tem de pagar indenização por morte de cão durante vôo

Comentários de leitores

6 comentários

É vergonhosa essa sentença, o ser humano em inú...

SDCCTBA (Comerciante)

É vergonhosa essa sentença, o ser humano em inúveras vezes é "avaliado" por muito menos em casos semelhantes. Quanto a perdas, primeiro é um risco que ambas as partes correm, mas perdeu-se tão somente um animal de estimação, que pode ser reparado com a reposição de outro animal da mesma espécie, raça e pedigree, e claro com eventuais despesas de vida (ração, vacinas), que ficariam muito longo dos 100 mil reais, e num patamar do mundo real! Já dano moral, se o ser humano, falido em suas relações pessoais e resolva adotar cachorro como filho, deveria ganhar tratamento psicológico e não indenização!!!!

Esta decisão é digna de ser publicada num anedo...

Antonieta M.Gomes ()

Esta decisão é digna de ser publicada num anedotário! Onde já se viu a vida de um cachorro valer dez vezes mais que a vida de um bebê, cujos pais receberam R$10.000, pela morte do filho por negligência no atendimento num hospital de Brasília??? Será que "direitos caninos" estão acima dos "direitos humanos" na escala de valores desses magistrados? Simplesmente não dá para acreditar!

Vamos tratar a seguinte palavra : VIDA. Para i...

Sergio Melo (Consultor)

Vamos tratar a seguinte palavra : VIDA. Para indenização da perda da VIDA, estipula-se um valor, pelo que o ser que possuia esta vida fazia, estipula-se outro valor. Resumindo, o cão em 4 anos, sendo levado pela sua adestradora para o mundo afora, vale mais, pela sua forma de ganhar dinheiro", cruzando e colocando seus filhotes à venda, que um Homem, pai de família, que ganhava bem menos que uma das viagens feitas pelo cachorro, que estava de carona em um meio de transporte de poder do municipio, com certeza, utilizando deste para trabalhar, para educar seu filho, para sustentá-lo, para educá-lo, até que um dia, ele quem sabe pode ter as mordomias que o cachorro tinha; mas com um salário por mês, sem este homem, esta criança vai fazer o que? Isto é o nosso Brasil...Dois pesos, duas medidas.

Ôxe! Se 20.000 são pelos danos morais e 80.000 ...

Palas Athaenas ()

Ôxe! Se 20.000 são pelos danos morais e 80.000 pelos lucros cessantes, a dona do cãozinho não foi indenizada pelas despesas com autópsia, com o congelamento do corpo do cão por 30 dias...? Não deveria ela também ser indenizada por parte das despesas com a viagem a miami, já que a participação do Pug na exposição, que não ocorreu por culpa exclusiva da Varig, era uma das 3 razões (havia outros dois cães) do deslocamento??

Achei muito pouca a condenação. Eu acho melhor...

Magda Aparecida da Silva ()

Achei muito pouca a condenação. Eu acho melhor um cachorro amigo do que um amigo cão. Afinal, diferente da maioria dos homens, ele te ama incondicionalmente, e isto não tem preço. Quanto a majoração da indenização pela eventual morte de uma pessoa, basta fazer uma pequena comparação: Em processo indenizatório promovido por um Juíz em face de um meio de comunicação, ele recebeu alguns milhões de reais, enquanto a morte de uma pessoa atropelada por um trem recebeu R$ 20.000,00. A honra de um Juíz vale mais que um ser humano. Magda- advogada e jornalista P.S. Alguém conhece uma instituição de caridade para animais?

Tem outra notícia neste site dando conta que um...

Zaira Pernambuco ()

Tem outra notícia neste site dando conta que uma mulher e seu filho receberão indenização de R$ 20.000,00 pela morte do marido/pai num acidente em veículo do município. Diante disso, me pergunto: R$ 100.000,00 por um cachorro campeão e raro e R$ 20.000,00 por um ser humano, ainda que pobre e caroneiro, é justo?

Comentar

Comentários encerrados em 3/06/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.