Consultor Jurídico

Notícias

Marcello Antony

Marcello Antony é enquadrado como usuário de drogas pela Justiça

Comentários de leitores

64 comentários

Ai, ai... Será q alguém aí ainda nutre a idéia...

Nando ()

Ai, ai... Será q alguém aí ainda nutre a idéia de q algum dia, na existência do planeta Terra, as pessoas, aos bilhões, vão parar de consumir drogas???? Senão ingenuidade, acreditar q sim pode ser algo bem perto da estupidez. As drogas SEMPRE vão existir e os consumidores SEMPRE vão existir, ponto pacífico. Não há como negar isso, ou achar q um dia, ainda mais com essa política de hoje, as coisas vão mudar. A repressão às drogas é um método totalmente fracassado. E, diga-se de passagem, esse esquema repressor existe por causa da politicagem americana instaurada no começo do século passado por políticos escroques q já visavam angariar votos com atitudes falsamente pudicas, para depois tirar proveito dessa mesma situação. Isso é histórico, um fato. Coisa q copiamos aqui no Brasil, como quase tudo q fazemos, obedecendo o "mestre". O "moralismo" é a maior arma dos q tiram proveito do tráfico...o moralismo e a ignorância...e infelizmente muita gente cai nessa, alimentando uma sociedade inerte e preconceituosa. Sr Paulo, essa "coisa" q chamam de democracia é o q permite o sr passar suas idéia intolerantes e nós discutirmos a respeito e chegarmos a conclusão q cada vez mais temos q acreditar na democracia e na tolerância, pois senão o mundo estaria perdido no seu autoritarismo preconceituoso. E a questão não é defender consumidores...não uso drogas e nem nunca experimentei qquer droga considerada pesada, não fumo e não bebo nada além de cerveja esporádicamente. Nem por isso me cego e ao menos tento não ser hipócrita ao ponto de não entender a realidade. Sou COMPLETAMENTE a favor da liberação das drogas, já q algumas entre as piores já o são. Sou COMPLETAMENTE contra o tráfico e o grande mal q o cerca e, por isso, quero o seu fim. E lembro mais uma vez, sr Paulo, q o sr tb contribui para com o grande mal q as drogas propiciam à sociedade, já q alimenta a indústria do alcool, q mata milhões e milhões de pessoas por todo o mundo, direta ou indiretamente. "Purple haze was in my brain, lately things don't seem the same. Actin funny but i don't know why. 'scuse me while i kiss the sky".

O Tráfico esta tomando conta do Pais. Muitos sã...

Janice ()

O Tráfico esta tomando conta do Pais. Muitos são os culpados disto. Com certeza, a maior patrocinadora da violência que nos assola, que é orinoda do tráfico de drogas, é exatamente a sua maior vítima, a SOCIEDADE. De suas leis burras, a achar que isto só acontece com as outras famiíias... Por incrível que pareça, na sociedade habitam todos nós, de atores da Globo a Juizes,além de nós, meros mortais. Quando a Justiça feita por nós, qualifica o usuário, como um dependente doente, deveria antes saber se ele é realmente enfermo. Ou um disfarçado vendedor de drogas... Se ao passar um cheque no valor de vários quilos de drogas, ele deixa de ser um dependente doente e passa a ser um vendedor. Neste caso ele seria o que? Seria um enfermeiro? Já que ele, fornecedo a droga atende ao enfermo? O traficante seria o que? Seria comparável ao Farmaceutico? OU ao médico? Se viciado em drogas é doente, o dinheiro dele não comprará as ARMAS. Mas sim apenas novas matérias primas, para o fabrico de novas drogas... Então não teremos mais criminosos neste meio. E Salve com todas as urras, as mortes praticadas pelos "médicos" . Ou acabamos com o tráfico com leis duras, impedindo aos usuários comprarem novas drogas ou seremos mortos. Tudo é uma questão de tempo e, para os "criminosos", dinheiro.

:Citando: "Caso não saibam, princípio básico d...

PuRpLeHaZe ()

:Citando: "Caso não saibam, princípio básico do Direito é este: regular a vida de pessoas que não se isolaram da sociedade, evitando aqueles que voluntariamente se isolem de a prejudicar. E acredito sim na democracia, mas na democracia que resulte em paz social, que propicie um ambiente para desenvolvimento da personalidade do homem. E não nessa coisa que chamam de democracia como tolerância ao crime." :Fim da citação: Errei de livro !!! O sr. está mais para O Processo de Kafka. Burocracia e estabelecido. Enfim, cientificamente falando, se me permite, já que embora hacker sou tambem um cientista, o sr. estabelece pelas suas próprias regras que, em acordo com a maoria, se descriminalizada a maconha está tudo numa boa. Afinal, os "isolados voluntários" seriam aqueles que são contra o seu uso. is all round and round and round and round.... []´s PuRpLeHaZe Are You Experienced? Working hard to never die.

Se me pagarem bem, se o tíquete alimentação for...

Paulo LeBon (Advogado Associado a Escritório - Tributária)

Se me pagarem bem, se o tíquete alimentação for polpudo e o plano de saúde da Inquisição for bom, posso pensar... alguns dos colegas, perdendo a racionalidade dos argumentos e partindo para as ofensas pessoais, já estão quase me convencendo de que sou um rematado e incorrigível demônio e tirano, um poço de egoísmo. Bufam conceitos de que mal entendem, pelo jeito, tal como democracia, ambiente igualitário, livre determinação, etc. sem se darem conta de que largam a pena para empunhar tão pronta e facilmente as espadas das quais se utilizam os taberneiros, já de cornos cheios, em seus debates... Senhores, sou favorável à criminalização de qualquer droga, aliada, evidentemente a uma educação séria das pessoas, desde a infância, com o fim preventivo. Chega dessa bobagem de comparar quem quer que seja a Hitler, Shcamiflakd, Skalade, ou seja lá que autores desse liberalismo planfetário sejam aqui citados for de contexto. O egoísmo talvez estaria na irresponsabilidade de defender a liberalização ou atenuação do consumo de drogas por ele próprio ser um usuário!! O tratameto aos usuários deve ser implementado, a par de sua responsabilização criminal daqueles que tenham consciêcia das consequências nefastas de sua prática. O meu direito termina quando inicia o seu. Hipócrita seria um raciocínio torto que tentasse justificar comportamente próprio. Senhores, droga deve ser reprimida por todos os meios. Aqueles que não souberem respeitar os outros, prejudicando a sociedade direta ou indiretamente, devem reavaliar sua atuação em vida comum. Se meus caros colegas que a mim se referem com tão gentis palavras fossem ermitães e se estivessem ouvindo reggae e fumando um baseado enquanto me assacam tais impropérios, contra esses nada tenho a argumentar, pois somente um homem totalmente isolado está imune de responsabilidades face a outrem podendo, pois, fazer o que bem entendem de si. Caso não saibam, princípio básico do Direito é este: regular a vida de pessoas que não se isolaram da sociedade, evitando aqueles que voluntariamente se isolem de a prejudicar. E acredito sim na democracia, mas na democracia que resulte em paz social, que propicie um ambiente para desenvolvimento da personalidade do homem. E não nessa coisa que chamam de democracia como tolerância ao crime.

Sr Paulo Emílio de Moraes Garcia, por algum aca...

PuRpLeHaZe ()

Sr Paulo Emílio de Moraes Garcia, por algum acaso do destino, não teria sido você, em outra encarnação que escreveu o livro, em parceria com Heinrich Kramer e James Sprenger, Malleus Maleficarum (O Martelo das Feiticeiras)? Se inventarem uma máquina do tempo funcional seu emprego está garantido na Inquisição !!! []´s PuRpLeHaZe Are You Experienced? Hacking the rules.

Importante: nem todo usuário é viciado, e porta...

Octavio Motta (Advogado Autônomo)

Importante: nem todo usuário é viciado, e portanto não são iguais para o direito.

Engraçado como a maquiagem nos argumentos se fa...

Nando ()

Engraçado como a maquiagem nos argumentos se fazem presentes qdo contrariadas, mesmo q com "ofensas" q concordo não serem motivos de importancia... Mas a questão aqui é de dar pano pra manga... A porca entorta o rabo pelo fato de estarmos falando de ser crime usar drogas e as mesmas causarem mal a sociedade...não há como dizer q não causam, apenas fico indignado com a hipocrisia das pessoas... Muitos aqui dizem, inclusive o Sr Paulo, q consomem alcool, mesmo q eventualmente e aí eu pergunto: a bola de neve não é exatamente a mesma?? Vcs estão criticando algo q também fazem!! Afinal consumindo o alcool, mais o mercado se fortalece, mais gente consome, mais gente morre ou atropelado por alguém alcoolizado( e são milhares e milhares de pessoas), ou é espancado pelo mesmo(geralmente mulher), ou pega uma doença fatal por falta de cuidado causado pelo alcool e contamina outras pessoas etc etc etc. Isso tb não é prejudicar os outros??? Vai me dizer q o seu consumo mesmo q esporádico tb não alimenta isso tudo?? Esse mercado tb não existe pq tem gente consumindo?? E as pessoas q fumam??? Não prejudicam os outros?? Cigarro simplesmente mata. E vá falar ,por exemplo, para um fumante q aquele cigarro q ele acendeu num lugar fechado ta prejudicando a saúde dos outros...com certeza vai te chamar de idiota, pentelho e tirar um sarro da sua cara. É essa hipocrisia q deve acabar. A única diferença entre elas é a lei q comanda essas drogas... umas podem, outras não. O mal é o q SAI da boca do homem, não o q entra. Nõa há droga mais nociva do q o egoísmo, a tirania, o autoritarismo, a ambição exagerada. Precisamos é resolver esse maior mal do universo umbigo, q é a falta de bom senso. E queria registrar q esse Anisio Cardoso tem tudo pra ser um grande advogado, a julgar por suas sábias palavras. Nem tudo está perdido.

Senhores, na vida há certos consensos dos quais...

Paulo Emílio (Servidor)

Senhores, na vida há certos consensos dos quais não se pode afastar. A lei da gravidade é um consenso. A Juliana Paes é um consenso entre os heterossexuais, principalmente quanto ao seu derrière. Assim como a paranóia, os netos que matam avós para comprar drogas, filha que mata pais com co-autoria de namorado para depois em motel comemorar a baforadas de maconha. É consenso de que isso é mau. E que viciados que se dedicam a se consumir em drogas assim se enveredam em mal. Os maconheiros, xinxeiros, e quaisquer outros nomes engraçados (se não tristes e ridículos) a que se lhes atribuem, deveriam viver, até mesmo para que seus contra-exemplos ilustrem àqueles que se encontram alerta e conscientes da escalada do mal. Não sou o melhor de todos. Talvez somente minha mãe ache isso, mas não eu, bem como também vocês não, até pelo contrário, caros colegas de debate que me conhecem somente pelas opiniões que emito em um ambiente livre. Evidentemente, a morte das figuras por mim enunciada não é factível se não em sentido conotativo. Não seria curar um viciado uma forma promover a "morte" de seus status de maconheiro e xinxeiro, trazendo-lhe de volta para um mundo no qual ele não pudesse prejudicar outros pelo seu estímulo ao tráfico promovido pela sua condição de consumidor? Lembrem-se, caros debatedores, que não há meios de exclusivamente se prejudicar com o consumo da droga. A escala de produção é complexa e nunca o usuário se drogará de forma isolada, sem prejudicar outros. Com relação às declarações dos preclaros debatedores duramente ofensivas a mim, faço-os saber que não me importo. Como já deixei pontificado nesse painel, não consumo drogas.

Senhores: Pessoalmente sou contr...

Anisio dos Santos (Servidor)

Senhores: Pessoalmente sou contra o uso de quaisquer substâncias psicotrópicas, legais ou ilegais, embora eu seja usuário ocasional de álcool como o Sr. Paulo Emílio. Acredito que o uso e ou abuso de drogas (mais uma vez, quaisquer que sejam) gera malefícios, em maior ou menor grau, não só a saúde do usuário, mas também como fomento ao tráfico, não há qualquer dúvida. Porém, não tenho nada contra usuários, indiferente aos motívos pelos quais consomem drogas. Eu mesmo sou um usuário, assim como o Sr. Paulo Emílio, ainda que ocasional. Ninguém é "moralmente amputado" ou menos digno de respeito por ser consumidor de droga. A droga não é o único mal social. Pessoas egocêntricas, que se sentem perfeitos modelos de ser humano imaculado, de moral inabalável e, para os quais, a única diversão possível deve ser a caça às "fêmeas de maior qualidade" também deviam ser banidos da sociedade tendo em vista o autoritarismo com que regem às questões relevantes que envolvem seres humanos. Esses carregam dentro de si a semente da intransigência e da tirania, pois acreditam intimamente que todos devem seguir seus rígidos padrões éticos comportamentais pois são seres perfeitos. Que a questão da droga e a sociedade deve ser amplamente debatida não resta dúvida, mas sem preconceitos e de forma democrática, sadia, e pricipalmente humana para não dar chance à medidas drásticas e nefastas a quem não às merece.

Sr Paulo Emílio, me desculpe, mas apesar de seu...

Nando ()

Sr Paulo Emílio, me desculpe, mas apesar de seu discurso utilizando esse espaço como se fosse seu divã, se gabando de suas próprias qualidades, julgadas por vc mesmo como "qualidades", nada disso muda o fato de vc ter mencionado q o melhor seria q todos os usuários morressem. Isso sim é uma situação deplorável...um ser-humano q se diz tão acima do bem e do mal, posando de "bom caráter", usar um argumento desses é extremamente vergonhoso!!! Tenho muito mais vergonha de compartilhar o mundo com pessoas como o sr se mostra de fato, do q com usuários de qualquer droga, pois esses ao menos nutrem ao menos uma esperança no q diz respeito à vida. E, discordo tb qdo o sr diz q o mundo está como está por causa de situações como a q estamos comentando...acho q na verdade tudo está como está por causa da existência de pessoas q pensam como vc pensa, com um raciocínio tão mesquinho e egocêntrico. Todos tem e devem ter o direito de escolher como viver, contanto q não prejudiquem a mais ninguém a não ser a si mesmo. Não é o q aconteçe por causa da estúpida hipocrisia q assola a humanidade. A maconha é proibida e esse é o X da questão. E porque é proibida? Putz! Maconha faz mal...e a lei está aí para nos livrar desse imenso mal. Fala sério!! Cigarro mata muita, mas muita gente...alcool idem...então qual é a lógica da lei q nos protege do mal da maconha ou de qualquer outra droga? Lógico q nenhuma!! Tudo isso, na verdade é somente nutrido por uma politicagem suja dos q ganham com o mercado negro( q também mata muita gente) e por pessoas hipócritas q, sem pensar( pq pensar aí sim é pra poucos), se postam como sábios defensores dos "bons costumes". E, pra acabar, a pior pobreza pra mim, sr Paulo, continua sendo a de espírito.

A prisão do Marcello teve um fato positivo, mos...

Marcelo N. Araújo ()

A prisão do Marcello teve um fato positivo, mostrou que algo está mudando e que não é por ser um ator famoso que ele está acima da lei. A compra da droga deve, a meu ver, deve ser tão reprimida quanto o tráfico, é lógica, enquanto quiserem comprar alguém irá vender. Ao ler alguns comentários pude perceber isso virou um debate entre usuários e não usuários. Não sou usuário, mas achar que todos devem morrer, usuário e traficantes, é demais, quem tem uma idéia dessas pode sem saber estar desejando a morte de um filho, parente ou amigo. Não devemos ser tão radicais a este ponto, devemos sim é combater as reais causas da criminalidade como um todo, com educação de qualidade e trabalho para o povo. É claro que isso não pode ser feito da noite para o dia e sim com um trabalho árduo e consciente de toda a sociedade, e para auxiliar é preciso também reprimir tal criminalidade, denunciando o crime , sejá lá qual for, e cumprindo a lei, ou seja, sendo cidadãos. Como cidadãos temos que cumprir as leis caso contrário somos "foras da lei" e essa noção de estar errado faz o viciado experientar novas drogas afinal, já que está fora da lei mesmo, porque não? Como diz o ditado, quem está na chuva é para se molhar. Quem tem um amigo ou amiga tem o dever de ajuda-lo a se livrar do vício caso contrário não é amigo. No mais, essá história de "só fumo de vez enquando e só maconha" é besteira! Eu ajudei um amigo a sair dessa e ele me falou que quando estava doidão qualquer coisa que dessem a ele ele usava, começava com a maconha e terminava com sabe-se lá o que. Então, usuários, não me venham com essa de "só uso baseado" que não cola, a maconha é sim porta de entrada para drogas mais pesadas e a legalização dela só vai contribuir com isso. Acho que no fundo no fundo essa de legaliazr é só o desejo de não correrem o mesmo risco que o Marcello.

Graças a Deus tive uma educação boa dentro de m...

Paulo Emílio (Servidor)

Graças a Deus tive uma educação boa dentro de minha casa. O escapismo propiciado pelas substâncias ora em debate nunca me foi uma alternativa. Sou um homem simples, remediado em posses, com o sufiente em termos materias. Porém tive berço. E, pelo que venho constatando, berço é fenômeno de outros tempos e de classes não abastadas. Faço de meus hobbies coisas comuns, como viajar, ler, estudar, afagar um cachorro, um gato e namorar moças que valham a pena. Enfim, essas coisas que não são quimeras, seres fantasmagóricos, que os viciados costumam relatar verem em seus estados de possessão pelas drogas. A noite, período em que transitam as drogas por excelência, me interessa tão-só pelas oportunidades de paquera, e durante essas minhas incursões noturnas, raramente me guarneço de uma cerveja e nunca de cigarros. O álcool em excesso, com o fim de me soltar, tornar-me mais impetuoso, não me é útil na noite, pois a experiência da vida real de fato me torna uma pessoa mais interessante do que o coitado usuário que necessita de algum espécie de facilitador. Incluive, indiretamente, minha abstenção dessas lamentáveis substâncias me poupam do amargo incomôdo de no dia seguinte de ter que constatar que me enlacei com alguma mulher cuja "beleza" o álcool maquiou. O verdadeiro herói é o homem, a mulher, que encara a vida com um baixo rendimento salarial, com filhos para educar, com um governo que em nada ajuda e além disso tudo, não necessita dar "nenhum tapinha" no final de semana para viajar em sua "introspecção". Uma pena que saber que existam pessoas que defendam a fuga. Como tenho pena dessas pessoas. Como elas perdem a oportunidade de viver. Como lhes faltaram educação, pais presentes, amorosos, amigos verdadeiros. Lamento por serem seres humanos moralmente amputados.

Ao Sr. Paulo Emílio... sinceramente fico muito...

Flavio Fuzeto ()

Ao Sr. Paulo Emílio... sinceramente fico muito triste em saber que existe pessoas como vc. É por causa de idiotas como vc, que esse país está nessa decadência. Se você tiver filhos, sinceramente, tenho muita dó deles. Pois se você passar a educação de ignorante que o Sr. tem à eles... E saiba que para o mundo ser realmente melhor, como vc disse, era se não existissem pessoas ignorantes, sem cultura e sem bom senso como você.

Sr. Paulo Emilio... que comentário deplorável h...

Laura Domingues ()

Sr. Paulo Emilio... que comentário deplorável heim... não usa drogas mas a sua cabecinha é uma droga.. e das pesadas...

UM DIA A MACONHA SERÁ INEVITAVELMENTE LEGALIZAD...

Laura Domingues ()

UM DIA A MACONHA SERÁ INEVITAVELMENTE LEGALIZADA... TODOS OS ESTUDANTES DE DIREITO A FUMAM...

A carreira desse ator entrou em processe de deg...

Paulo Emílio (Servidor)

A carreira desse ator entrou em processe de degeneração. Ainda bem. E que sirva de exemplo. As drogas, diferenntemente do que possam pensar algumas pessoas, são perigosíssimas, não importando se é álcool, maconha, cigarro comum e cocaína. Quem se utiliza de uma delas, com o fim de "relaxar", ver o mundo de forma mais "introspectiva", e qualquer que seja outra baboseira para justificar as chamadas drogas "leves", incorre em erro imbecil se não for for mal intencionada. Senhora secretária que emitiu a opinião acima a respeito de sua amiga, a sua amiga, por mais jovem e bela e responsável e doce que parece, merece ajuda para se livrar desse lixo que é a "inofensiva" maconha, até para que não dê exemplo (mau) ao seu filho de 21 anos. E não esqueçamos de um argumento claro e talvez o melhor de todos: quem compra droga como usuário, estimula a continuação desse mal. Então, senhores usuários "recreacionais", saibam de suas responsabilidades com relação aos crimes, mortes e misérias ligadas ao maldito tráfico. Adoraria que todos os traficantes e usuários morressem. Aí sim, o mundo seria um lugar melhor.

Amigo, sinto muito mas nao posso mais me man...

Fabio Rosette Fonseca ()

Amigo, sinto muito mas nao posso mais me manter fora desse debate pelo simples fato de nao ser usuario de drogas. Creio q seja obvio para todos que nao eh possivel combater as drogas proibindo-as, as pessoas usam drogas, sempre usaram e sempre vao usar, e nao cabe a nos sociedade decidir se isso eh certo ou errado, pois a nao se pode combater a liberdade individual . O que se esta fazendo ao proibi-las eh tornar o trafico o maior e melhor negocio do mundo, um cancer q esta corroendo a sociedade e sem duvida vai mata-la se assim continuarmos dando machadada em poste. E tudo muito simples, legalizem as drogas que o trafico acaba no dia seguinte. Como numa quimioterapia, voce prejudica o corpo inteiro , mas mata a doença, e depois cuida de recuperar o resto do corpo. A coisa eh tao obvia q so posso acreditar que as pessoas encarregadas de tomar essa decisao sao exatamente as que estao se beneficiando com o trafico de drogas . Pessoas morrem e dinheiro eh jogado fora dia apos dia tentando combater o problema de forma errada, nada pode ser pior que isso.

Gostaria de demonstrar minha indignação contra ...

Denis Queiroz Botelho ()

Gostaria de demonstrar minha indignação contra o comentário do Sr Edvaldo Martins. Ele, como policial, deveria ser o primeiro a saber distinguir traficante de usuário. Mas não, é mais comodo colocar no mesmo patamar de periculosidade à sociedade traficante e usuário. A repressão deve partir em cima do traficante, pois assim dificultando o acesso as drogas o número de usuários diminuirá! Não é peciso ser graduado em direito para saber disso. O usuário não é um marginal e sim um viciado. Como são as pessoas viciadas em alcool, cigarro, tranquilizantes e tantas outras drogas nocivas que são vendidas como se não fizessem mal nenhum a seus usuários.

HIPOCRISIA É PODRE! O ser humano gosta, sim, de...

Laura Domingues ()

HIPOCRISIA É PODRE! O ser humano gosta, sim, de drogas... podem acabar com toda cocaína e maconha do planeta e serão criadas novas drogas químicas, até mais nocivas... minha melhor amiga tem 39 anos e há 23 anos fuma maconha eventualmente, a maconha não causa dependência física e quase nenhuma dependência psicológica... ela fuma quando tem vontade, passa meses sem fumar... aos 39 parece uma menina de 25 anos, ninguém acredita que tenha 2 filhos, um deles com 21 anos... trabalha, estuda, cria os filhos sozinha e participa de trabalhos voluntários, é uma mulher excepcional, uma mãe dedicada, não fuma cigarros e não bebe, apenas fuma um baseado na praia ou no churrasco com os amigos... quem pode criticar uma mulher como ela? dizer que a maconha seja porta para outras drogas é uma grande mentira... ela conta que aos 14 anos cheirava spray secante de esmalte de unhas e benzina (!!!), produtos liberados e que se tem dentro de casa... não há caso registrado de agressividade por uso de maconha, ao contrário, é uma planta cujo uso induz à introspecção, (e isso não significa em absoluto depressão...) cada droga causa um efeito diferente ao ser consumida e causa efeitos diferentes entre os usuários também... não se pode generalizar... sugestão: controlem os insumos para refino de cocaína (acetona e afins) e liberem a maconha... teremos menos adolescentes violentos e agressivos roubando e matando para conseguir a "farinha"...

Estamos diante de um problema gravíssimo provoc...

Flavio Fuzeto ()

Estamos diante de um problema gravíssimo provocado por esse sistema de governo repressivo que descaradamente chamam de "democracia". Será que uma pessoa madura, trabalhador, independente, responsável, e que sustenta o próprio Estado e esses políticos quase sempre corruptos, merece ser tratado como marginal, pelo simples fato de fumar maconha?? Isso é uma vergonha!! Maconha é uma simples planta e apenas isso! Será que até quando a sociedade vai fechar os olhos para isso? Nuca ví ou ouví alguém dizer que teve overdose de maconha, ou pior, alguém morreu por fumar maconha. Diferentemente do álcool e do cigarro, que são drogas pesadas e estão dentro da sociedade. Isso é pensamento arcaico e ignorante por parte da sociedade. A maconha está atualmente dentro do tráfico por pura culpa das leis brasileira, pois é a única "droga" que é usada como ela é, isto é, não precisa de nenhum processo químico para ser usada. Quando todos os usuários poderem plantar sua maconha, a consequencia é a extinção do tráfico, pois ninguém vai querer se arriscar para comprar a erva de traficantes, que cobram preços absurdos e para piorar, de baixíssima qualidade. E o mais grave de tudo isso, muitas pessoas inocentes são transformadas em marginais por causa da lei. E pessoas que realmente fazem mal à outras pessoas não são tratadas assim. É só uma pessoa estudar mais sobre a maconha para saber que ela foi proibida na década de 30 pelos EUA por interesses políticos e racismo, pois na época os EUA estavam tendo uma grande entrada de mexicanos no país, e esses mexicanos, quase todos fumavam maconha. Não vou me aprofundar nesse assunto pois é uma história longa, vou terminar esse comentário dizendo que a proibição foi logo adotada por quase todos os países do mundo por culpa desse "americanismo" hipócrita e ignorante que até hoje está presente no mundo (exemplo da guerra do Iraque).

Comentar

Comentários encerrados em 12/05/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.