Consultor Jurídico

Notícias

Preço da coragem

Juíza chilena que assumiu homossexualidade perde tutela das filhas

Comentários de leitores

5 comentários

Ainda assim pelo fato da lei de divórcio ter si...

Paulo Stanich Neto ()

Ainda assim pelo fato da lei de divórcio ter sido sancionada recentemente, e este julgado ter aparentemente ( já que não vimos os autos) natureza preconceituosa, não legitima Vossa Excelência de tirar conclusões precipitadas, aliás , duvido que Vossa Excelência conheça a jurisprudência chilena, haja visto que mesmo sem a li de divórcio em vigor,de alguma forma o judiciário andino deveria solucionar as demandas. Desculpas, por mais que não fosse sua intenção sua colocação é bem preconceituosa.

Sr. Paulo, de maneira alguma estou sendo precon...

João Paulo da Silva (Estudante de Direito)

Sr. Paulo, de maneira alguma estou sendo preconceituoso em relação ao Chile. Repito meu comentário: "Vindo do Chile, não surpreende. Só para exemplificar, mal faz um mês que foi sancionada nesse país a lei de divórcio." Deixando a questão mais clara para o Sr.: Em um ordenamento jurídico onde só no mês de maio de 2004 foi legalizado o divórcio, não há que se surpreender com uma decisão judicial afastando filhas de uma mãe em virtude de uma determina preferência pessoal desta.

Caro acadêmico João Paulo da Silva, para quem q...

Paulo Stanich Neto ()

Caro acadêmico João Paulo da Silva, para quem queria repudiar o preconceito do julgado, o senhor foi bem preconceituoso com o povo chileno. Que antagonismo hein !!!!!!!!!!!!!!!!

Vejam o paradoxo dessa decisão: a moça não teri...

Paulo ()

Vejam o paradoxo dessa decisão: a moça não teria moral para cuidar das próprias filhas, mas permanece com moral suficiente para exercer um poder estatal pelo qual decide a vida das outras pessoas...

Vindo do Chile, não surpreende. Só para exempli...

João Paulo da Silva (Estudante de Direito)

Vindo do Chile, não surpreende. Só para exemplificar, mal faz um mês que foi sancionada nesse país a lei de divórcio.

Comentar

Comentários encerrados em 9/06/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.