Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nota baixa

Campinas tem 84% de candidatos reprovados no Exame de Ordem

A OAB divulgou, nesta segunda feira (26/7), mais dois resultados do Exame de Ordem. No estado de Roraima, 41% dos candidatos foram reprovados. Dos 46 inscritos no Exame, 27 conseguiram ser aprovados pela banca examinadora da OAB. Em Campinas, no estado de São Paulo, o índice de reprovação no Exame de Ordem bateu record para o número de inscritos. Dos 998, 845 foram reprovados. Ou seja, 84% dos candidatos não foram bem na prova. Apenas 15,3% foram aprovados.

Até agora, somente o estado de Sergipe foi o único a obter bons resultados no Exame de Ordem. Com 69% de aprovação, Sergipe ficou bem acima da média registrada pelos outros estados -- 34,85%.

De acordo com a OAB, advogados e especialistas na área jurídica atribuem este resultado negativo à baixa qualidade dos cursos universitários de Direito em todo o país. O MEC habilitou 222 novos cursos. O Conselho Federal da OAB emitiu paracer favorável a apenas 19.

Segundo o presidente da Subseção da OAB de Itatiba, Roberto Cardoso de Lima Junior, existe uma condescendência do Ministério da Educação na autorização de instalação de novos cursos superiores, que não se esmera em adotar critérios que proíbam a instalação de cursos absolutamente sem qualidade. Lima Júnior questiona ainda a falta de fiscalização após a instalação de novos cursos.

Para o presidente da Seccional de Roraima da OAB, Antônio Oneildo Ferreira, o resultado também pode ser atrubuído à qualidade de ensino e a falta de familiarização com a profissão.“O índice obtido é resultado da falta de estrutura e da qualidade de ensino das faculdades de Direito”.

Existem, atualmente, cerca de 800 cursos de Direito em funcionamento no país. Nos Estados Unidos, por exemplo, o número não ultrapassa 180.

Confira o índice de reprovação:

OAB-MT - 79% reprovados;

OAB-BA - 45,23% reprovados;

OAB-AM - 61% reprovados;

OAB-SC - 87,23% reprovados;

OAB-RN - 69% reprovados;

OAB-PR - 86% reprovados;

OAB-TO - 79% reprovados;

OAB-PA - 70% reprovados;

OAB-GO - 75,68% reprovados;

OAB-DF - 57,47% reprovados;

OAB-SE - 31% reprovados;

OAB-RR - 41% reprovados;

OAB-Campinas - 84% reprovados.

Revista Consultor Jurídico, 26 de julho de 2004, 12h24

Comentários de leitores

6 comentários

EXAME DA OAB SEJA MAIS UM APROVADO ...

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

EXAME DA OAB SEJA MAIS UM APROVADO O Exame da OAB está cada vez mais difícil. Na verdade, não só o exame, como os concursos públicos também. Quem não se preparar para valer não consegue a aprovação. Parece que agora o CESPE irá elaborar os Exames da OAB. Isso faz com que as provas fiquem ainda mais difíceis. Não adianta ficar reclamando, dizendo que está difícil o Exame ou querendo desistir. Esse não é o caminho. Só não passa quem desiste. Se outros passaram, você é capaz também, mesmo que demore um pouco mais. É necessário estudar muito e ter um bom material para os seus estudos, e isso nós temos. CD-ROM com milhares de questões resolvidas de diversos Exames da OAB, 1ª, 2ª fase e peças processuais. Dicas, macetes e muito mais!!! Contate-nos para maiores informações: Carlos Rodrigues Tel.: (11) 8139.4074 – 3863.9780 e.mail: berodriguess@ig.com.br

A priorização da mentalidade comercial das facu...

Nunzio Grasso Junior ()

A priorização da mentalidade comercial das faculdades, aliada a falta de dedicação dos alunos que o curso de Direito exige, reflete exatamente na atual realidade. Infelizmente, o curso de Direito, nos atuais moldes, deveria passar de 5 para 8 anos, no mínimo. No entanto, como acadêmico de Direito, ainda acredito que por mais deficiente que seja a faculdade, aquele que se dedica, que se compromete com os estudos, têm excelentes chances de alcançar seus objetivos.

O exame de ordem reflete o atual nível em que s...

Flávio Guedes (Advogado Autônomo)

O exame de ordem reflete o atual nível em que se encontra o ensino jurídico no Brasil ! Muitas vezes a culpa não é do estudante que ingressa iludido, acreditando que se tornará um bom profissional, entretanto a realidade é bem diferente pois o ensino ofertado por essas faculdade$ é fraquíssimo, insuficiente até para exames de menor complexidade. Enfim, essas faculdade$ promovem um verdadeiro estelionato educacional !

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 03/08/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.