Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caos no futebol

Desembargador flamenguista pede união de todos para salvar futebol

O Flamengo tentou impedir que o Fluminense jogasse com o Madureira no Estádio do Maracanã. O clube recorreu, na tarde de domingo, ao Plantão 24 Horas do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Curiosamente, quem estava respondendo pelo expediente era o desembargador Sylvio Capanema, conselheiro do Flamengo.

Ele negou a pretensão do seu clube com um argumento: faltavam poucas horas para o jogo começar e manter a partida no Estádio do Madureira, como estava previsto na tabela do campeonato, iria causar mais transtornos ainda aos torcedores.

No final da decisão de oito páginas, o desembargador elogiou a diretoria do Flamengo por tentar manter a tabela do campeonato, criticou um juiz que se negou a examinar o pedido do clube para impedir a mudança do estádio e pediu aos cronistas esportivos, torcedores, atletas e cidadãos em geral que se unam "na sagrada tarefa de salvar o futebol carioca, mergulhado no caos, para que o povo retorne aos estádios com suas famílias". E acrescentou: "Como eu fazia no passado".

Capanema destacou que "repetem-se as mesmas e condenáveis práticas, animadas pela politicagem irresponsável, que procura, apenas, eternizar os dirigentes e os cartolas, trazendo como dramática conseqüência a decadência moral e econômica do futebol brasileiro".

O desembargador advertiu que "todas as demais partidas, que envolvam times considerados grandes e que estejam para ser disputadas em estádios dos adversários pequenos, poderão ser suspensas também, sob pena de se consagrar o odioso sistema de dois pesos e duas medidas". (TJ-RJ)

Revista Consultor Jurídico, 26 de janeiro de 2004, 16h16

Comentários de leitores

1 comentário

acredito que a luta é ingloria. o futebol cario...

Roberto Rocha Moreira ()

acredito que a luta é ingloria. o futebol carioca ja acabou por causa dos desmandos que sempre existiram, agora estão colhendo o que plantaram. não formam atletas. só os cartolas mandam. hoje não têm mais qm quem mandar. não têm time, não tem nome, não têm prestígio. estão vivendo de glórias de um passado muito distante. o eixo do futebol brasileiro mudou, só os cariocas não perceberam. os times estão velhos, arcaicos, com uma estrutura de futebol de várzea. não há time grande no rio, nem considerados grandes. este negócio de time grande ficou muito claro no úlitmo campeonato brasileiro, onde os cariocas quase foram todos para a segunda divisão.talvez se fossem todos para a segundona, reabilitariam. remédio. tirem os cartolas. transformem empresas como são paulo, cruzeiro, inter, coritiba e outros mais. salvação do futebol carioca é : fechar para balanço. pagar as contas e começar tudo de novo,com outras pessoas. não há milagres. não há lanche de graça. senhor desembargador é louvável a sua atitude e o seu apelo, mas somente um milagre salva alguma coisa muito pequena que existe por ai. hoje são p aulo, minas e o sul estão comandando o futebol brasileiro e assim será por muito tempo.verdadeiras empresas, administradas por gente que conhece do assunto, profissinais que não querem levar vantagem, trabalham. a era da empresa de futebol chegou no brasil. os cariocas estão na idade da pedra com caixa dágua, romário, edmundo e outros velhinhos arcaicos do passado. estão caminhando do nada para chegar a lugar nenhum. o tempo está dizendo. vem ai mais um brasileirão e os times do rio segurmente irão para a segundona. não têm dinheiro. são pobres. vejam a estrutura do cruzeiro, não deve nada aos europeus, não deve nada a ninhguém e trabalha de forma parofissional. nós aprendemos com os nosso erros, com os erros dos outros e com os sucessos dos outros, mas é necessário ter humildade, o que falta aos dirigentes cariocas. é hora de mudar tudo, novas pessoas novos tempos estão ai.

Comentários encerrados em 03/02/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.